Quinta-feira, 30 de Dezembro de 2010

Últimas nuticias

 

 

Nestes últimos dias veio à ribalta algumas palermices, já muito habituais, na comunicação social.

 

Fala-se muito de passivos e do, inevitável “Campeão” das dividas, o Benfica.

Se houvesse ética jornalística, não havia comparações, mas como o interesse é causar impacto, seja para audiências, seja para dar mais uma alfinetada no Glorioso, compara-se a laranja com a laranjeira.

 

Não sou, nem de perto nem de longe, um entendido na matéria (contabilística/gestão), mas quando vejo compararem um passivo de uma entidade no seu todo (todo o grupo empresarial do Benfica), com o passivo de uma parte dessas entidades de outros clubes, está tudo dito.

 

Outra alarvidade foi a entrevista a um “suposto” messias do futebol nacional.

Relembro que o futebol deixou de passar nos canais “abertos” devido a uma mudança nas leis e não sou eu, ou qualquer outro consumidor de futebol, que ficou a ganhar com isso.

Podem dizer que os clubes recebem mais hoje, do que no passado, mas quem fica, realmente, a ganhar com tudo isto são os detentores do monopólio. 

 

Na minha opinião, esta entrevista serviu, essencialmente, para enaltecer o entrevistado. O resultado disso não sei, mas posso imaginar, até porque a Federação está de assalto.

 

            

publicado por Tasqueiro às 11:43
link do post | comentar | favorito
|

.Rodadas

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.pesquisa

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Evolução

. Penoso

. Um bom exemplo

. Para reflexão

. Insatisfatório

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS