Sexta-feira, 13 de Maio de 2011

Tempo de ponderação

 

Já vai em mais de um mês que não escrevo neste espaço. Além do tempo disponível, que é pouco, a vontade de escrever ainda é menor. Pelo andar da “carruagem”, assim irá continuar.

 

Orgulho-me de ser um “self made” Benfiquista. O meu cartão de sócio, fui eu que o solicitei e sou eu que o pago. Não fui influenciado por quem quer que seja, até porque alguns dos meus amigos de infância (altura em que me tornei Benfiquista), eram do Sporting. Todos os anos, no mês de Dezembro, cumpro com a minha obrigação de sócio e pago as cotas do ano seguinte. É um grande esforço (face ao meu ordenado) que faço, o mínimo que exijo é competência e dedicação da parte daqueles que gerem esse dinheiro. Pois, hoje em dia, não vejo, não sinto e pior, não consigo acreditar numa mudança para melhor. Vou aguardar até ao último dia, para ver se merecem ou não o meu esforço.

 

O Benfica de hoje é a imagem da incompetência e da ingenuidade. Andamos a ser “comidos”, constantemente, seja pelo clube rival, seja pelos pasquins (que os benfiquistas teimam em comprar), pelos próprios parceiros (site oficial e canal desportivo), ou por algumas “gentes” que estão no centro de todas as decisões do Clube.

 

Há longos anos que não vejo qualquer tipo de critério na gestão de jogadores:

 

“No Benfica só entram jogadores que sentem a camisola…” e outras coisas do género, dizem eles, quando os “Falcões” vão parar a outra “Freguesia”. Depois vemos jogadores acabadinhos de contratar (aqueles que amam a camisola) dizer que estão em trânsito para um clube grande europeu, enquanto os “Falcões” declaram amor ao clube que os contratou.

 

Temos as segundas linhas, já lá vão longos anos, em que não vejo alternativas ao defesa direito, ou ao extremo esquerdo, etc. Compram-se 5 trincos, 6 avançados, 3 centrais, para lugares já preenchidos e, dos quais, a maioria é emprestada, acabando por fazer o campeonato com lacunas na defesa ou nas alas, isto para dar só um exemplo.

 

Não há lugar para os da casa. Bons são os estrangeiros, alguns tão bons (Balboa, Zoro, etc) que até metem dó, só de os ver jogar.

  

Etc, etc, etc…

 

Gostava que tudo isto tivesse uma explicação, que não a da incompetência, da falta de qualidade, ou simplesmente, ausência de planeamento.

 

Quando decidirem trabalhar a sério, avisem.

 

 

                 

tags:
publicado por Tasqueiro às 15:46
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De RT a 13 de Maio de 2011 às 15:59
MUITO BEM SENHOR TASQUEIRO, HÁ MUITO TEMPO QUE NÃO LIA POST´S NA TASCA .
INSPIRA-TE E VAI ESCREVENDO PODE SER QUE ALGUM DAQUELES POR LÁ ANDA LEI E PENSE NAQUILO QUE FAZEM.

MERDA ATRAS DE MERDA

Comentar

.Rodadas

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.pesquisa

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Evolução

. Penoso

. Um bom exemplo

. Para reflexão

. Insatisfatório

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS