Terça-feira, 17 de Março de 2015

Declarações e repercussões

 

 "Todos os jogos são para ganhar. Depois, há razões adicionais em relação a essa premência e obrigatoriedade de ganhar, tais como a fase crucial do Campeonato, o facto de ser um jogo importantíssimo contra uma equipa que, geralmente, joga melhor contra o Benfica do que contra outros candidatos ao título. Há sempre um adicional de adrenalina nos jogos entre o Benfica e o SC Braga. Estou a estabelecer um termo de comparação não só com o comportamento dos jogadores, mas também com o discurso oficial, quer da liderança do SC Braga, quer de vídeos motivacionais".

"Não vi, durante a semana passada, nenhum vídeo motivacional para tentar ganhar um jogo decisivo, nem nenhuma declaração do presidente a dizer que gostaria de ganhar o jogo. Depois de ter perdido um jogo com um lance discutível, e pelo menos polémico, houve um silêncio ruidoso".

 "O que é igual tem de ter tratamento igual, quando não é assim temos de dar um tratamento desigual. A primeira resposta é dos sócios do Benfica, que vão encher o Estádio da Luz para responder devidamente às pessoas que criam dificuldades num lado e facilidades noutro".

 

Estas declarações, proferidas por Rui Gomes da Silva, vice-presidente do Benfica foram suficientes para uma onda de indignação, por parte de comentadores e jornalistas, na comunicação social portuguesa. Claro que pertencer à Direcção do Clube tem grande importância, mas não explica tudo, até porque não são virgens situações semelhantes noutros clubes, que no entanto não tiveram o mesmo impacto.

 

Na minha opinião, RGS não disse nada de novo, apenas referiu o que qualquer adepto de futebol já reparou há muito. A agressividade (nalguns casos a roçar a violência) usada por alguns jogadores do SCB, a diferença do discurso por parte da sua direcção, ou até mesmo as bolas de golf e outros comportamentos reprováveis por parte dos seus adeptos, nos jogos com o Benfica, são únicos e evidentes.

 

É deveras interessante, e até um caso para reflecção, constatar que quando o Benfica é visado, seja por ironias ou declarações pejorativas, são recebidas com naturalidade, consideradas estratégias ou “mind games”, tão elogiados em Mourinho ou Pinto da Costa. Já quando o Benfica se manifesta é o que se vê.

 

                         

publicado por Tasqueiro às 13:47
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De David Dias a 17 de Março de 2015 às 19:36
Total concondância!
A união e força do SL Benfica está a inquietar os corruptores e corrompidos. Mas vamos continuar unidos em torno da equipa porque, todos juntos, somos apenas mais fortes!

FORÇA BENFICA
FORÇA BENFIQUISTAS

Comentar

.Rodadas

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.pesquisa

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Empate amargo

. Imprescindível vencer

. Insuficiente

. Jogo (d)e bastidores

. Mentalidade

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

blogs SAPO
RSS