Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2016

Na corrida

 

A equipa que não fazia parte dos principais candidatos ao título está, ao fim da primeira volta, no 2º lugar em igualdade pontual com o plantel mais caro da história do futebol português.

 

O plantel mais fraco dos três grandes e que supostamente só joga aos repelões é a mais concretizadora do campeonato com 45 golos marcados (mais 10 do que o 1º classificado) e 11 sofridos (1º classificado tem 9).

 

Toda esta performance, sem Sálvio desde início, sem Semedo, sem Luisão e ultimamente sem Gaitan. É o plantel mais português das últimas décadas, com 6 portugueses a jogar regularmente (4 deles quase sempre titulares), em que 3 deles são da formação (Geração Caixa Futebol Campus).

 

Ainda distante dos resultados e exibições que todos os benfiquistas ambicionam, esta equipa nada tem a ver com os prognósticos efectuados pela comunicação social no início da temporada. Desejos ou apenas conjecturas, certo é que nenhum destes profetas dá a mão à palmatória, continuam a dar palpites com a autoridade de quem nunca se engana e raramente tem duvidas.

 

                         

publicado por Tasqueiro às 16:58
link do post | comentar | favorito
|

.Rodadas

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.pesquisa

.Novembro 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Evolução

. Penoso

. Um bom exemplo

. Para reflexão

. Insatisfatório

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS