Terça-feira, 14 de Março de 2017

Jogo (d)e bastidores

 

O Benfica fez o que lhe competia, ganhou o jogo e os respectivos 3 pontos. Na ressaca de um jogo de Champions, com um resultado pesado, que provocou não só desgaste físico como também psicológico, a equipa esteve à altura do momento, manteve a liderança.

 

A comunicação social desportiva está de rastos. Arrasta-se pela imundice a que chamam jornalismo. Nas conferências de imprensa, com particular incidência nas do Benfica, pouco se fala de futebol. Interessa apenas criar polémicas, actuam sem respeito por quem seja, dos microfones apenas saem especulações trasvestidas de perguntas. Ontem um dos alvos foi Miguel Rosa, o rapaz foi “acusado” de ser mal-intencionado no lance do 1º golo do Benfica. Talvez por ser demasiado sugestivo, não foi também “acusado” de intensionalmente acertar no poste.

Com toda esta gente a “marrar” no vermelho, não convém dar abébias na BTV. Imparcialidade é ser neutro, expor por palavras o que vai acontecendo em campo, com verdade e isenção, ou pelo menos tentar. O que vi foi comentadores preocupados em parecerem tão imparciais, que acabaram por ser tendenciosos em prejuízo do Benfica.

 

Há que estar atento, nada é deixado ao acaso e todos os pormenores são tidos em conta, joga-se dentro e fora do tabuleiro.

 

A crónica que hoje vem na bola (sem plágio) pode muito bem ser um incentivo a favor do Benfica. Excelente tema para debate no balneário encarnado.

 

                   

publicado por Tasqueiro às 14:29
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 20 de Fevereiro de 2017

Vitória importante

 

Jogo muito competitivo, sem muitas ocasiões de golo. O Benfica marcou 2 golos (1º foi anulado), Mitroglou teve um falhanço incrivel à boca da baliza e Júlio César viu a bola bater no poste, estes foram os lances mais relevantes da partida.

Braga fez o melhor jogo da temporada, duvido que façam exibição semelhante no resto da época.

Arbitragem inclinada. Apitou sempre a qualquer queda dos jogadores do Braga e foi bastante condescendente com as faltas sofridas pelos jogadores do Benfica. O golo anulado é discutível, dá-se o benefício da dúvida, o lance corrido é de difícil análise. Onde não há dúvidas é na falta sobre Sálvio, erro grave. O puxão a Mitroglou foi evidente, infelizmente o grego não caiu e o lance passou em claro.

 

Desde a dita reunião dos clubes com a arbitragem que o Benfica tem sido prejudicado sucessivamente. Coincidência ou não, foi também a partir dessa altura que os ânimos acalmaram, até porque o outro candidato já não tem qualquer observação a fazer.

Bastou o Benfica pedir esclarecimentos ao concelho de arbitragem para cair o carmo e a trindade.

 

Haja paciência.

 

                   

publicado por Tasqueiro às 15:05
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 17 de Fevereiro de 2017

A vitória do descontentamento

 

Intensifica-se o anti-Benfiquismo, um pouco por toda a comunicação social desportiva.

 

Um verdadeiro milagre o resultado do Benfica na Champions. Segundo os entendidos da cs, o resultado é uma enorme injustiça, os alemães deviam de ter saído da luz ovacionados após terem infligido uma valente goleada aos encarnados de Carnide.  

Resta a esperança da 2ª mão. Na Alemanha é que vai ser, Thomas Tuchel e os seus jogadores vão, finalmente, humilhar o Benfica e encaminhá-lo para o tão desejado abismo. Viva o Porto carago.

 

Até quando vão os Benfiquistas sustentar esta gente?!

 

                                    

publicado por Tasqueiro às 10:20
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Janeiro de 2017

Da estética à plástica

 

Em Portugal, o critério de análise à arbitragem usado é o de dar destaque aos lances polémicos hipotéticamente favoráveis ao Benfica ou prejudiciais aos dragartos. 

 

Por exemplo, depois de tanto ruído em torno da arbitragem, o jogo de Setúbal (15ª jornada), ao minuto 71 houve uma grande penalidade indiscutível contra o Sporting que foi ignorada. 

Já este fim-de-semana, em Alvalade, o 2º golo dos lagartos é procedido de um fora-de-jogo, lance difícil de analisar, no entanto não deixa de ser um erro de arbitragem. Mais silêncio.

 

O Porto consegue um empate em casa, no entanto houve um penálti a favor o Paços que ficou por marcar. Também aqui houve silêncio.

 

 

O Benfica foi a Guimarães ganhar de forma indiscutível, no entanto:

 "O segundo golo do Benfica é legal, ainda que plasticamente e esteticamente, o árbitro devesse ter tomado outra decisão e interrompido a jogada aquando da falta de Lindelof". 

(Pedro Henriques / ex-árbitro - comentador Sportv)

  

 Resumindo:

 

Os dragartos tiveram lances mal ajuizados, com prejuízo para os respectivos adversários, mas pouco interessa porque esteticamente foram irrepreensíveis. 

  

Já o Benfica, apesar das decisões acertadas, o “expert” não gostou da estética de um lance e decidiu fazer-lhe uma plástica, apimenta-se a coisa, desvia-se atenções e mantem-se a contestação.

 

Acorda Benfica.

 

                          

publicado por Tasqueiro às 11:39
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 24 de Outubro de 2016

O importante é vencer dentro das 4 linhas

 

Foram dois dias de conquistas e vitórias dentro do terreno de jogo.

 

Nas modalidades foram conquistadas as Supertaças no vólei e no hóquei feminino. Venceram ainda os respectivos jogos para o campeonato as Equipas do andebol, basquete, hóquei e futsal.

 

Nos relvados vitórias da Equipa B e da Equipa principal.

 

Há ainda que sinalizar a importante vitória de 4ª feira na Ucrânia, pontos esses que alem de valerem uma considerável quantia de dinheiro, mantêm o Benfica na corrida à fase seguinte da Champions.

 

 

 

Fora das quatro linhas os jogos são outros e aí é o rival do Campo Grande que dá cartas. Nelson Évora foi apresentado com pompa e circunstância em Alvalade no intervalo do jogo contra o Tondela.

À semelhança do que aconteceu com Maxi e Jesus, também Nelson foi seduzido pelos números, pelo que tudo indica, vai duplicar o vencimento que auferia no Benfica.

 

Relativamente a este assunto apenas uma observação a fazer: tanto Porto como o Sporting, ao abrirem os cordões à bolsa, estão a premiar estas personalidades pelo que fizeram no Benfica.        

 

                  

publicado por Tasqueiro às 15:54
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 20 de Setembro de 2016

LIDER

 

Um Benfica em crescendo. Claramente um jogo superior ao conseguido frente ao Besiktas.

 

Isto com avançados é outra coisa, Mitroglou decisivo.

Grande jogo de Grimaldo, a continuar assim fica pouco tempo no Benfica.

Fesja é o jogador mais importante do plantel, a trave mestra. Nem a fífia mancha a sua exibição.

 

 

Peseiro e seu adjunto falam em injustiça reclamando várias oportunidades, que a serem concretizadas seria o belo e o bonito para o Benfica.

Declarações azedas, extremamente injustas, cujas justificações eles próprios anulam com a verdade a fugir-lhes da boca.

 

 “Na primeira parte o resultado era injusto, pelas oportunidades e porque dominámos em alguns momentos. O Benfica ficou à espera do nosso erro. No fundo, jogámos bem, mas infelizmente sofremos dois golos em dois ressaltos.”

(José Peseiro – treinador principal do Braga)

 

 

“Ao intervalo o 1-0 já era claramente injusto. Por nossa culpa e por responsabilidade do Júlio César.”

(Alexandre Santos – treinador adjunto do Braga)

 

Pois é, uma chatice as oportunidades não contarem para o resultado e dominar em alguns momentos, infelizmente, também não. Responsabilidade directa no resultado teve Júlio César, um atropelo à verdade desportiva, defesas que nunca deviam ter acontecido.

 

Que rica justiça a deles, as oportunidades do adversário não contam para o totobola e o domínio do Benfica é irrelevante. Ressaltos também os tiveram, talvez a melhor oportunidade de todo o jogo na fífia dada por Fesja, mas isso passa-lhes tudo ao lado, assim como a defesa da noite, preconizada por Marafona.

 

Não se trata apenas de mau perder, há ali rancor.

 

 

Pois que continuem assim por muito tempo, é sinal de que o Benfica está no bom caminho.

 

Carrega Benfica.

 

          

                

publicado por Tasqueiro às 16:30
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 3 de Maio de 2016

Resultado importante

 

A vitória sobre o Braga (2-1), construída a partir de uma desvantagem no marcador reforça a confiança da equipa. Ficou demonstrado que muitos dos jogadores menos utilizados têm qualidade suficiente e estão prontos para participar nos derradeiros jogos do campeonato e na final da Taça da Liga.

 

Fonseca esconde-se atrás da arbitragem. Numa partida sem casos, existe apenas o lance do 2º golo que merece algumas dúvidas, discute-se se o pé de Jiménez está ou não em fora-de-jogo. Muito menos duvidoso foi a irregularidade do golo em Paços de Ferreira que deu o ultimo título ao FCP, nessa altura Fonseca nem piou.

 

Seja qual for o estímulo, é bem demonstrativo o empenho que cada adversário emprega no jogo contra o Benfica. Eles correm que nem loucos, até esgotarem as forças, no fim da partida a derrota provoca-lhes lagrimas e revolta. Atitudes estranhas para quem o resultado não tem qualquer utilidade.

 

Faltam 3 jogos, são 3 finais, mas na minha opinião as duas próximas partidas são as mais importantes…rumo ao 35.

 

                                

publicado por Tasqueiro às 16:10
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 10 de Março de 2016

Jogo a jogo

 

O Benfica é Líder no Campeonato e segue para os quartos-de-final na Champions.

 

Relativamente ao vizinho da 2ª circular, foram dois coelhos com uma só pancada. Perder em casa e ser ultrapassado na tabela classificativa pelo Benfica, deve doer…muita forte.

 

Forte, foi também a dor de Vilas Boas. Louve-se a sinceridade. Também Zyryanov deve estar em sofrimento, o Karma é fodido.

 

   

publicado por Tasqueiro às 15:15
link do post | comentar | favorito
|
Quarta-feira, 17 de Fevereiro de 2016

Precauções e determinação

 

Desta vez esrtiveram bem melhor (incluindo as substituições). Só faltou mais acerto (ou talvez serenidade) na altura da finalização. Houve pressão sobre o jogador com bola, situação que faltou no clássico.

 

Lindelof e André Almeida fizeram, provavelmente, os seus melhores jogos da época.

 

Os cartões amarelos afastam André e Jardel da próxima eliminatória, o que obriga Rui Vitória a utilizar Nelson Semedo nos próximos desafios. Também Lisandro tem de arrepiar caminho e começar a criar rotinas com Lindelof. Sálvio poderá também ir jogando uns minutos, quem sabe, pode estar ali o golo que pode dar a passagem aos quartos-de-final.

 

Diz Vitória que no Benfica se pensa jogo a jogo, mas há que aproveitar os próximos dois jogos de dificuldade menos elevada para preparar os de maior exigência.

 

A vantagem é curta, no entanto é preciso lembrar que um golo do Benfica impede um resultado de possível empate e obriga o Zenite a marcar 3 golos para passar a eliminatória.

 

No campeonato continuamos a depender apenas de nós próprios, para isso é necessário igualar a sequência de vitórias que tínhamos até ao clássico do último fim-de-semana. Nesta empreitada estão a deslocação a Alvalade e a recepção ao Braga, talvez os desafios de maior grau de dificuldade.

 

              

publicado por Tasqueiro às 18:32
link do post | comentar | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2016

Benfica em crescendo, JJ em queda

 

Espero que este jogo (em casa com o Marítimo), seja um sinal do caminho em crescendo da equipa do Benfica. Foram 6 golos sem resposta mas podiam ter sido mais, caso Raúl Jiménez tivesse concretizado as duas oportunidades flagrantes de que dispôs, sendo a primeira um falhanço inacreditável (só com o guarda-redes pela frente e este já deitado no chão).

 

Carcela finalmente jogou de início, tendo demonstrado que já merecia esta oportunidade há mais tempo. A ser concretizado, Gaitan teria adiado o regresso e não estaria novamente lesionado, que a ser verdade o que vem escrito na comunicação social (pondera-se operação) a paragem até pode ser longa.

 

Pizzi está em alta, 2 golos em 6 minutos, por este caminho os milhões nele investidos são “piners”. Ele e Carcela são boas alternativas a Salvio e Gaitan, podendo Rui Vitória fazer uma gestão nestas posições, sem que haja perda de qualidade. É bom para a competitividade e assim todos têm a sua oportunidade de jogar.

 

Nelson Semedo está quase de volta, uma excelente notícia, já que André Almeida, sendo uma adaptação razoável, não é a mesma coisa. Falta profundidade na alas, a presença do lateral no ataque é essencial para criar desequilíbrios, sendo Nelson um elemento que também pode fazer a ligação com o meio-campo e ataque, situação onde a equipa tem demonstrado dificuldades.

 

Espero que Grimaldo tenha a qualidade necessária para entrar de caras no onze, Eliseu actualmente tem os mesmos problemas do colega Almeida, não sei se é falta de confiança mas desapareceram as arrancadas pelo flanco e os remates violentos (alguns deram em golos) do ano de estreia, situações que acabavam por provocar desequilíbrios defensivos. Talvez seja essa a razão da sua ausência no ataque, no entanto defensivamente não se vislumbram melhoras.

 

Julgo que com o regresso, para breve, de Nelson, Sálvio e Gaitan o Benfica só pode melhorar (Luisão deve levar um pouco mais tempo a recuperar a forma). Samaris atravessa um período negativo que espero que seja curto, Renato não é de ferro e não vejo em Talisca a solução para ocupar o seu lugar, quanto muito é alternativa a Jonas (a par de Guedes).

 

Até ontem, as declarações de JJ têm sido provocatórias, próprias do seu ego desmedido, podendo até inclui-las nos célebres “mind games” à Mourinho, mas desta vez foi demais. O treinador do Sporting ultrapassou os limites do civismo e da educação, e o seu "analfabetismo" não pode servir de desculpa.

 

                      

publicado por Tasqueiro às 16:18
link do post | comentar | favorito
|

.Rodadas

contador de visitas
compteur gratuit
contador de visitas

.pesquisa

.Abril 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Jogo (d)e bastidores

. Vitória importante

. A vitória do descontentam...

. Da estética à plástica

. O importante é vencer den...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim

blogs SAPO
RSS