Sexta-feira, 26 de Março de 2010

Marrar no vermelho

 

A Federação Portuguesa de Futebol, depois de ter criticado veemente (pela palavra do seu Presidente) a violência provocada por adeptos nestes últimos jogos, vem agora, despenalizar dois agressores. Hulke já pode jogar, os 4 meses passaram a 3 jogos, a redução da pena deve-se a um “peru menor”: os agredidos são considerados “público”, e como tal, não fazem parte do jogo.  

 

- Sendo assim, exijo que o Benfica comece a cobrar bilhete a esta gente.

 

Resumindo, temos como culpados … o Benfica, que pagou mais uma multa, por não ter garantido a segurança, e os agressores levam um castigo equivalente a uma entrada grosseira sobre um adversário, que o árbitro não viu (um tal de … sumaríssimo).

 

Estas decisões, tem seguido uma linha orientadora no mínimo caricata, se não vejamos:

 

  • Lembro-me de um jogo na Luz, em que adeptos do FCPorto lançaram cadeiras e tudo o que vinha à mão, espalhando o terror nas bancadas. O culpado foi o Benfica, sendo multado por não garantir a segurança devida no seu estádio.

 

  • Depois temos o caso de Alcochete, onde o Benfica, novamente considerado culpado, foi penalizado com a perda de 3 pontos e viu o Titulo ir para Alvalade (Benfica era 1º e o jogo estava empatado). Também aqui, foram ignoradas provas (imagens), decide-se por convicção.

 

Poderemos então concluir que, qualquer que seja a ocorrência, a haver penalização, esta será sempre atribuída ao Benfica. Concorde-se ou não, há coerência nas decisões.

 

Na opinião dos comentadores desportivos, fez-se justiça, o castigo imposto pela Liga foi excessivo.

 

Era de prever.

Na altura do acórdão (o da Liga), logo se levantaram palavras de indignação, estavam a queimar “um jogador de grande categoria”, a prejudicar financeira e desportivamente o FCPorto, que em dificuldades, perseguia os líderes a 4 pontos do 1º classificado (Benfica só perdeu 2 pontos desde então).

A agressão passou para 2º plano, até porque, tratavam-se de membros do “público” e um deles apenas levou uns pontos na tola, coisa pouca.

 

Em Inglaterra, Eric Cantona, celebre jogador da Manchester United, depois de provocado por um espectador do público, lançou-se a ele e toma lá disto, levou 8 meses de suspensão. Para sobremesa, ainda teve de fazer trabalho comunitário para evitar uma visita à “choldra”.

 

publicado por Tasqueiro às 14:18
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De blackcrowes a 26 de Março de 2010 às 14:31
Deixa estar, o que me dá especial gozo é olhar para o estado de desassossego e inquietação em que eles andam, não estavam habituados coitadinhos e agora sentem o chão a fugir-lhes debaixo dos pés...
De Minijogos a 27 de Março de 2010 às 00:04
Desconhecia o tempo de suspensão do E. Cantona, 8 meses é muita fruta até quando comparado com os primeiros castigos aplicados ao Hulk e ao Sapunaru.

Comentar

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Previsível ou fracasso

. É preciso mais

. Redefinir objectivos

. Quem tem medo compra um c...

. Decepção

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS