Sexta-feira, 26 de Março de 2010

Marrar no vermelho

 

A Federação Portuguesa de Futebol, depois de ter criticado veemente (pela palavra do seu Presidente) a violência provocada por adeptos nestes últimos jogos, vem agora, despenalizar dois agressores. Hulke já pode jogar, os 4 meses passaram a 3 jogos, a redução da pena deve-se a um “peru menor”: os agredidos são considerados “público”, e como tal, não fazem parte do jogo.  

 

- Sendo assim, exijo que o Benfica comece a cobrar bilhete a esta gente.

 

Resumindo, temos como culpados … o Benfica, que pagou mais uma multa, por não ter garantido a segurança, e os agressores levam um castigo equivalente a uma entrada grosseira sobre um adversário, que o árbitro não viu (um tal de … sumaríssimo).

 

Estas decisões, tem seguido uma linha orientadora no mínimo caricata, se não vejamos:

 

  • Lembro-me de um jogo na Luz, em que adeptos do FCPorto lançaram cadeiras e tudo o que vinha à mão, espalhando o terror nas bancadas. O culpado foi o Benfica, sendo multado por não garantir a segurança devida no seu estádio.

 

  • Depois temos o caso de Alcochete, onde o Benfica, novamente considerado culpado, foi penalizado com a perda de 3 pontos e viu o Titulo ir para Alvalade (Benfica era 1º e o jogo estava empatado). Também aqui, foram ignoradas provas (imagens), decide-se por convicção.

 

Poderemos então concluir que, qualquer que seja a ocorrência, a haver penalização, esta será sempre atribuída ao Benfica. Concorde-se ou não, há coerência nas decisões.

 

Na opinião dos comentadores desportivos, fez-se justiça, o castigo imposto pela Liga foi excessivo.

 

Era de prever.

Na altura do acórdão (o da Liga), logo se levantaram palavras de indignação, estavam a queimar “um jogador de grande categoria”, a prejudicar financeira e desportivamente o FCPorto, que em dificuldades, perseguia os líderes a 4 pontos do 1º classificado (Benfica só perdeu 2 pontos desde então).

A agressão passou para 2º plano, até porque, tratavam-se de membros do “público” e um deles apenas levou uns pontos na tola, coisa pouca.

 

Em Inglaterra, Eric Cantona, celebre jogador da Manchester United, depois de provocado por um espectador do público, lançou-se a ele e toma lá disto, levou 8 meses de suspensão. Para sobremesa, ainda teve de fazer trabalho comunitário para evitar uma visita à “choldra”.

 

publicado por Tasqueiro às 14:18
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Novembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
29
30

.posts recentes

. É preciso mais

. Redefinir objectivos

. Quem tem medo compra um c...

. Decepção

. Tempos apreensivos

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS