Quinta-feira, 25 de Novembro de 2010

O Protagonista e o Catedrático

 

O Benfica deste ano perde em toda a linha, ainda nem sequer vamos a meio da época e já só restam as Taças.

 

Dirigido por um caçador de protagonismo, o Glorioso está transformado no bobo da festa alheia. A sua voz, cada vez menos credível, vai entoando “a cantiga do bandido” para quem a quer ouvir.

 

Do alto do seu pedestal, o “Catedrático”, vive numa fábula criada pelo seu ego. Embriagado pelo êxito transacto, ilude-se a ele e aos seus seguidores, não vê erros, tudo é fruto do acaso, até porque ele não erra, a sorte é que é madrasta.

 

Estas duas personagens, promotoras imaculadas da tragédia, diluem-se no guião, presentes na glória, ausentes no desaire.

 

 

 

publicado por Tasqueiro às 15:49
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.pesquisa

.Agosto 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. A nova época

. Treinador de bancada

. Queda livre

. Sensibilidade e bom senso

. Tomar medidas, quanto ant...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS