Quarta-feira, 2 de Fevereiro de 2011

Força rapazes

 

 

 

 

 

 

                    

Sem invenções

 com raça, querer e ambição

para vencer a Taça

e ambicionar o Benfica Campeão

 

 

          

publicado por Tasqueiro às 16:33
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 9 de Novembro de 2010

Mudança necessária e urgente

 

Depois de um resultado negativo é fácil criticar um treinador. No entanto, no caso do clássico, as criticas são justas e bastante pertinentes.

 

Tenho a certeza que, a maioria dos Benfiquistas torceram o nariz quando tiveram conhecimento da equipa titular. Não foi assim há tanto tempo, que Quique era criticado por jogar com as peças fora dos seus lugares, resultando em más exibições e resultados abaixo do exigível, o que culminou no seu despedimento. O que torna a situação ainda pior é, o facto de JJ já ter cometido asneira semelhante (Liverpool), ser um caso recorrente.

 

O resultado foi uma goleada. O “Catedrático” foi, mais uma vez, derrotado pelo “iniciante”. Em 2 jogos, outras tantas derrotas e um acumulado de 7 golos sem resposta, em ambos os jogos, decisivos, perdemos uma Taça e provavelmente um Campeonato.

 

Não sei o que se passa, mas o certo é que JJ tem vindo a ter comportamentos arrogantes, com tiques de vedeta. Essa postura, tem originado um efeito de ricochete e resultado em tiros nos próprios pés. Nunca assume a responsabilidade, dá desculpas esfarrapadas, o que demonstra uma conduta pouco séria, com a agravante de querer passar um atestado de estupidez aos próprios adeptos.

 

Por enquanto, ainda tem alguma margem de manobra, mas terá de rever a sua postura. Admito que seja um bom técnico, mas a sua prepotência tem-lhe tolhido o discernimento. Quero acreditar nesta justificação, porque a outra, resume-se à falta de estofo, e o ano transacto, não ser mais do que pura “tesão do mijo”.

 

Também na parte directiva do Clube há necessidade de rever orientações. Nos discursos, LFV reclama transparência, seriedade, pede união e realça a importância dos adeptos, no entanto, as suas acções são, maioritariamente, contraditórias ao proclamado.

 

As contas do Benfica, depois de um ano de recordes de bilheteira e vendas avultadas (Ramires e Di Maria), deram prejuízo. O passivo aumenta, assustadoramente, todos os anos. E os jogadores são comprados às paletes e sem qualquer tipo de critério.

 

Se a tudo isto somarmos, as relações pouco claras (Angola, Olivedesportos), onde não se distingue o pessoal do institucional, as constantes intromissões na gestão desportiva, e uma crónica desmotivação do Benfica quando defronta o principal adversário interno (os andrades), é razão suficiente para uma mudança necessária e urgente.

 

 

               

publicado por Tasqueiro às 15:06
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Terça-feira, 2 de Novembro de 2010

É favor acreditar

 

Foi uma exibição satisfatória, havendo aqui e ali lances de bom futebol, mas também alguma apatia, o adversário aproveitou e acabou o jogo com mais remates à baliza.

 

Não houve amarelos para os jogadores em risco, o que é uma boa noticia, o facto de ser uma situação anómala (poderá ser um sinal de mudança), aumenta ainda mais a esperança numa vitória no campo de golfe.

 

 

Hoje é o 1º dia do resto da época. Uma vitória mantém intacto o objectivo Champions e dará novo alento para o Campeonato. Haja coragem e vontade de vencer.

 

 

               

publicado por Tasqueiro às 13:39
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 28 de Outubro de 2010

Déjà vu

 

O Benfica encontra-se em situação, prematura, de jogos decisivos. Se ganhar, continuará na luta pelos Títulos, se perder ou empatar, poderá dizer, definitivamente, adeus a essas competições (Campeonato e Champions).

 

A história recente não nos é favorável, deseja-se uma reviravolta.

 

O que também não é novo … aliás, tem-se repetido ao longo das últimas décadas, é o facto de o Benfica ter jogadores importantes em risco de falhar o jogo contra os andrades.

 

Aqui, a história é igualmente desfavorável, acabamos sempre por não poder jogar com a equipa na sua máxima força, muitas das vezes devido a decisões duvidosas da arbitragem.

 

Vêm aí dias difíceis 

 

                

publicado por Tasqueiro às 11:36
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Segunda-feira, 3 de Maio de 2010

Fomos à guerra

 

O Benfica preparou-se para ir a jogo, no entanto, chegou ao local e deparou-se com uma guerra, como não ia preparado …

 

Para jogos como este, o clássico, não se utiliza tácticas de futebol, deve-se, isso sim, aplicar a arte de Sun Tzu.

 

 

     

publicado por Tasqueiro às 11:50
link do post | comentar | ver comentários (6) | favorito
Sábado, 1 de Maio de 2010

Clássico da hostilidade

 

 

“...para nós um jogo, para eles uma guerra.”

 

“…ao longo das últimas décadas, sob desígnio de “combate aos mouros” chefiados por um líder de boné...”

 

“…o resguardo do túnel, defendido com vigor, estava a cargo de um célebre guarda … pessoa muito capaz e de trato severo para com os seus rivais.”

 

“…durante a contenda, na falta de arte, sobressaía o génio … as regras, subvertidas pela hostilidade, eram apenas teoria, distante da realidade prática do momento...”

 

“…tudo era calculado, reflectido nas entranhas da doutrina…”

 

 

Foram as últimas palavras, da primeira frase, acima transcrita, que me chamaram à atenção para a “palestra” que estava a decorrer numa das mesas da Tasca.

 

Era um velhote, com aptidões para orador, ou apenas, inspirado pelo tintol, a falar para um grupo de jovens, que o ouviam com bastante entusiasmo.

 

A maneira como se exprimia, era tão invulgar, que foi difícil de memorizar toda a prosa, pelo que, só me foi possível transcrever algumas fracções.

 

Enquanto escutava a narração, veio-me à memória, alguns acontecimentos do passado.

 

Alguns, apenas relatos, como o episódio da creolina no balneário destinado ao Benfica, que obrigou a equipa a equipar no corredor, ou a celebre fuga das Antas, do então Presidente, Jorge de Brito, escondido dentro de uma ambulância.

 

Outros, a que assisti, como a assombrosa defesa de Vítor Baia, completamente fora da grande área, ou ainda, a recente impunidade de Bruno Alves no jogo da Taça da Liga.

 

De regresso ao presente, senti esperança no futuro, se conseguimos vencer no passado, temos todas as condições para voltar a triunfar.

 

Eu acredito.

 

Força Rapazes.

 

 

                                                 

publicado por Tasqueiro às 03:04
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Quarta-feira, 18 de Fevereiro de 2009

Curiosidades (da 2ª volta) do clássico

 

A “justiça” é cega, mas com as “novas tecnologias” já consegue ver qualquer coisa,

 

 

 “Não assinalou grande penalidade contra a equipa B [Benfica], por falta do seu jogador n.º 6 (Reyes), que, dentro da sua área de grande penalidade, rasteirou o adversário n.º 8 (Lucho González) … Caso não tivesse a falha mencionada em 2 a) a nota final seria 3,4.”

Notas do relatório do observador José Gonçalves (Porto x Benfica)

 

 

“Um fora-de-jogo não assinalado a Lisandro López e um cartão amarelo poupado a Sidnei foram os outros erros apontados pelo observador a Pedro Proença.”

Jornal Record

 

 

 

 

Ou talvez não,

 

 

“Aos 25 minutos do 2.º tempo, marcou grande penalidade contra a equipa B [Benfica], por suposta falta do jogador n.º 26 [Yebda] (...) Do local onde nos encontramos e uma vez o lance ter ocorrido no vértice mais distante da grande área, não nos foi possível vislumbrar com clareza o desenlace da jogada: se a queda é provocada por algum contacto dos pés ao nível do terreno ou em virtude do defensor ter colocado o braço à  frente do tronco do adversário, impedindo/perturbando a sua progressão. Porque o árbitro se encontrava bem colocado e perto, cerca de 3/4 metros, e foi peremptório a assinalar a grande penalidade, aliado ao facto de não terem existido protestos de jogadores da equipa penalizada, que aceitaram pacificamente a decisão, com excepção do faltoso, único a esboçar contrariedade, damos-lhe o benefício da dúvida”.

Notas do relatório do observador José Gonçalves (Porto x Benfica)

 

 

“Curiosamente, o polémico penalti que permitiu a Lucho igualar o marcador não é sancionado no relatório do observador, que dá o 'benefício da dúvida' ao árbitro.”

Jornal Record

 

Eles andam aí … ainda.

 

                        

publicado por Tasqueiro às 10:58
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Segunda-feira, 9 de Fevereiro de 2009

F.C Porto 1 x 1 Benfica

 

Fomos lá a cima … e quando assim é … temos “surpresa”.

 

Depois de tudo o que tem acontecido na liga, dou comigo a pensar que foi melhor assim. Com este resultado e obtido da forma que foi, o Benfica continua numa boa posição para ser Campeão e a “informação avençada” vai andar entretida a arranjar uma forma de demonstrar a justiça do resultado.

 

                      

publicado por Tasqueiro às 23:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 8 de Fevereiro de 2009

F.C Porto x Benfica

 

Jornada 17

 

Hoje

Estádio do Dragão

19:45 (Sportv 1)

 

 

Convocados:

 

GR: Moreira e Quim

DF: Maxi, Luisão, D.Luiz, J.Ribeiro, Sidnei e M.Vitor

MD: Yebda, Katsouranis, Aimar, Di Maria, R.Amorim, C.Martins, Reyes, Binya e F.Bastos

AV: Cardozo, N.Gomes e Suazo

 

     

publicado por Tasqueiro às 02:21
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 30 de Setembro de 2008

Benfica 2 x 0 Sporting

 

Boa prestação de Duarte Gomes (resumo)

 

Mais um jogo, mais uma vitoria. A jogar com 11 contra uma equipa formada por, pelo menos, 12 jogadores, o 12º jogador, de seu nome Duarte e apelido Gomes, bem se esforçou, não merecia de maneira nenhuma este resultado, foi sem margem para dúvidas o melhor da equipa de Alvalade. Não foi muito exuberante, mas sempre que foi chamado a intervir, nunca falhou, e foi ele que empurrou a sua equipa para a frente. De realçar uma falta marcada à entrada da área encarnada por falta inexistente sobre Postiga, transformou 2/3 cantos a favor do Benfica em pontapés de baliza, permitiu alguma dureza sobre jogadores encarnados, sem que daí resultasse qualquer falta, marcando as referidas só quando roçasse a violência (ex: entrada* sobre Reyes) mas sem mostragem de amarelos. De assinalar um excelente corte, a uma jogada com bastante perigo para a baliza sportinguista, protagonizada pelo fiscal de linha (há que dar mérito a quem merece) que fez vista grossa a uma mão de Polga. E o Pénalti? Quero desde já deixar bem claro que estou inteiramente de acordo com o Duarte: “O agarrão do jogador do Sporting é claro…”. A melhor jogada deste senhor estava guardada para o fim: “pareceu-me ter visto o Yebda a colocar o braço direito sobre Postiga…”. Incansável este Duarte.

 

 

 

A dobrar

 

A GLORIOSA equipa teve de jogar e sofrer duplamente para levar de vencida este jogo, estamos todos (e aqui quero deixar um especial agradecimento aos adeptos Benfiquistas que estiveram na Catedral) de parabéns (duplamente, claro).

 

 

 

O resultado poderia ser diferente se… (resumo)

 

Há quem diga que fomos inferiores na 1ª parte, não sei se estão a referir ao jogo referente à 4ª jornada, que se jogou às 20:45 h, do dia 27 de Setembro de 2008, no Estádio da Luz, em que a equipa da casa teve mais de 60% de posse de bola, só na 1ª parte. Deve ser engano.

 

Também há a conversa do suposto golo que passou por cima da baliza, logo nos 1ºs minutos, que se entrasse era golo e o resultado seria diferente. Concordo plenamente, até porque, onde está o (0) estaria um (1) e o resultado seria 2x1, 3x1, 4x1, e por aí adiante.

 

 

 

Especial Quique

 

Um especial obrigado ao nosso TREINADOR que os teve no sitio e que mais uma vez, fez as substituições certas na altura certa. Diz o ditado: “A sorte protege os audazes” e é bem verdade.

 

(*)- Não me refiro à de Moutinho (que passou nas TVs após o jogo), mas sim à de Rochemback.

 

   

publicado por Tasqueiro às 15:41
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Estratégia

. Dilema psicológico

. Imprescindível vencer

. O habitual

. SoS Benfica

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS