Sábado, 13 de Fevereiro de 2016

SoS Benfica

 

Estou farto de ver este filme.

 

O Benfica devia pensar, seriamente em abrir uma unidade de psiquiatria, tal não é a eficácia na recuperação de “doentes” do forro psicológico. É caso de estudo.

 

Num jogo consegue recuperar dois enfermos em simultâneo. Um Porto abatido, com problemas de disciplina e uma confiança nos mínimos, recupera auto-estima e união. Por arrasto, o Sporting que demonstrava sérios problemas de nervosismo agudo, ganha novo folgo e principalmente animo.

 

Não me parece que seja só da responsabilidade do treinador, casos destes já aconteceram com Jesus e os outros que o antecederam. O problema é estrutural o que é preocupante. 

 

É verdade que criamos suficientes oportunidades para ganhar, mas o certo é que voltamos a perder. Entre clássicos e derbies somamos apenas derrotas. Assim não vamos lá.

 

Acorda Benfica.

 

     

publicado por Tasqueiro às 19:01
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 9 de Dezembro de 2015

Renato Sanches

 

Tem apenas 18 anos, ainda Júnior, mas já é elemento fundamental na consistência da equipa principal do Benfica.

 

Com ele, a equipa tem vindo a melhorar de jogo para jogo, o meio-campo adquiriu coesão, os jogadores ganharam confiança e com isso o jogo colectivo melhorou substancialmente.

 

Renato, ainda em formação, com muito para evoluir já é muito superior à média, será sem dúvida um fora de série, é urgente ser reconhecido, pela Administração, como jogador fundamental do plantel principal. O mercado está atento, convém acautelar o futuro, este jogador tem de ficar, pelo menos, mais 4 a 5 anos no Benfica.

 

 

 

Com Luisão lesionado, Lisandro teve a sua oportunidade e não desperdiçou. Com a utilização constante tem vindo a ganhar ritmo competitivo e entrosamento com os seus companheiros. Neste ultimo jogo (At.Madrid), demonstrou estar à altura do Capitão, fez um grande jogo, um dos melhores em campo. Por aqui estamos descansados.

 

Mitroglou tem de jogar mais, com ou sem Jonas, é um jogador de área, um goleador (haja assistências dignas desse nome).

 

Pizzi melhorou muito relativamente ao início do campeonato, este pode ser útil. Com Sálvio de volta, deve lutar para ser alternativa juntamente com Guedes e Carcela. 

 

Satisfeito por ver Fesja de volta. Diferente de Samaris (mais defensivo), mas igualmente eficaz. Consoante os jogos, pode jogar de início, só ou acompanhado (com Samaris), sempre uma excelente alternativa.

 

 

 

O elo mais fraco está nas alas. Os golos sofridos foram ambos consequências de falhas nas laterais. Eliseu não subiu com os colegas e colocou o adversário em jogo, André Almeida não pressionou e permitiu o seu adversário esperar a entrada do colega para fazer a entrega sem qualquer oposição.

 

Se no lado direito temos um defesa à altura (Nelson Semedo) e uma alternativa razoável, no lado esquerdo é um deserto. Eliseu não serve e Sílvio é presença constante no estaleiro, há que ir ao mercado buscar um titular e promover o Rebocho, que tem feito boas exibições na B.

 

 

Com a Champions só para Fevereiro, há que concentrar todas as forças no Campeonato. O TRI está nas nossas “mãos”.

 

                             

publicado por Tasqueiro às 14:01
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2015

Ambiguidades

 

Que a equipa esteve mal é um facto. Uma sombra do que fez em Madrid e até mesmo na Turquia. O Benfica ganhou com mérito ao Atlético e perdeu de pé diante do Galatasaray. O mesmo presidente, mesma equipa técnica e os mesmos jogadores. Vir agora, após a derrota com os viscondes, deitar tudo abaixo, é injusto e desonesto.

 

Vitória iniciou o percurso no Benfica com muita desconfiança por parte dos Benfiquistas. Pouco a pouco foi ganhando algum crédito, atingindo alguma estabilidade com resultado no Barnabéu. Já ninguém se lembrava de Maxi, os resultados positivos na Champions eram vistos com saudade e orgulho, até Salvio deixou de ser uma urgência. JJ caminhava para o obsoleto enquanto a formação era a nova galinha dos ovos de ouro.

 

Esta derrota tudo mudou. Voltou a conversa da pré-época em muitos blogs Benfiquistas. Talvez Vieira necessite de mudar na política de contratações. Em vez de arriscar na incerteza, de um qualquer Vitória, que jogue pelo seguro e que acerte com qualquer um destes infalíveis blogueiros.

 

 

Tenho vindo desde há uns tempos a esta parte, a ver um esforço por parte de alguns a tentar devolver a estes dérbis a glória de outros tempos. Trata-se, nada mais nada menos, de uma necessidade de valorizar o Sporting. Fico triste em ver Benfiquistas a contribuir para este peditório. Na minha opinião os jogos com o Porto são os mais importantes, não só porque é o 2º clube mais titulado, como o adversário mais poderoso e por isso com maior capacidade de rivalizar com o Benfica. Todo o resto é cosmética.

 

                                 

publicado por Tasqueiro às 15:09
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 25 de Agosto de 2015

Preocupante

 

O Benfica iniciou o jogo da 2ª jornada, sabendo que podia manter-se no pódio, isolado, com uma vantagem de 2 pontos sobre os mais directos adversários. Melhor início de época seria difícil de esperar. Calar os críticos e aumentar a pressão sobre os adversários, era uma oportunidade única. Infelizmente foi desperdiçada.

 

Depois das boas entradas de Talisca e V. Andrade na jornada anterior, foi com grande admiração que vi ambos no banco. Ola John mais uma vez jogou de início. Não entendo tantas oportunidades, (principalmente após más exibições) enquanto outros com boas indicações continuem a ser utilizados como recurso.

 

A equipa necessita de aumentar a intensidade de jogo. Maior pressão sobre o adversário e aumentar a velocidade na circulação da bola. Tem de ser o Benfica a mandar no jogo e a impor as suas ideias. Aos adversários deverá apenas ser permitido correr atrás da bola.

 

Nada está perdido, mas é preciso melhorar muito e depressa.

 

                

 

publicado por Tasqueiro às 13:59
link do post | comentar | favorito
Domingo, 22 de Março de 2015

Displicência

 

Face à forma displicente com que encararam este jogo, talvez seja necessário acrescentar, aos incentivos dos adeptos,  prémios de jogo aos jogadores para que se apresentem motivados em campo, visto que a presença massiva dos adeptos e a possibilidade de ganhar o bicampeonato (os elevados vencimentos deviam ser suficientes), não parecem ser estímulos suficientes.

 

JJ que esteve no banco, com oportunidade de mudar a passividade e pôr a equipa a jogar o dobro, apenas conseguiu, no final, desculpar-se com a arbitragem. Muito pouco.

 

A onda vermelha é formada por grandes sacrifícios, pessoas que pagam bem caro por um bilhete que os permite apoiar o seu Benfica, muitas vezes sofrendo a selvajaria dos seus anfitriões, mas fazem-no com coragem e determinação. Não o mereciam.

 

E é assim que se perdem campeonatos. Infelizmente não depende dos adeptos, esses estiveram presentes, treinador e jogadores é que não compareceram.

 

                    

 

publicado por Tasqueiro às 19:40
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014

Teimosia

 

Já são alguns anos, muitos jogos, demasiado sofrimento.

 

O homem até pode ser catedrático do futebol, possuir o mérito de ter posto o Benfica a jogar o dobro (tenho memoria), e mais do que tudo, ganhar títulos. Mas uma coisa não consegue, a autocrítica.

 

A estratégia do meter muitos na frente e de saber defender bem com poucos é uma arte. Jesus sabe fazê-lo como ninguém.

 

Mas para que resulte, é imprescindível ter uma defesa coesa e com excelentes protagonistas, ou jogar contra adversários globalmente inferiores. Quando se defronta concorrentes de valia semelhante, torna-se mais difícil. Se a juntar a isso, faltar a excelência e a coesão ainda não estiver no ponto, a fracasso é quase certo.

 

Julgo que isto é básico.

 

                          

publicado por Tasqueiro às 10:45
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 24 de Setembro de 2014

IDIOSSINCRASIAS

 

 

A estreia na Champions não correu bem. O Benfica perdeu o jogo, os 3 pontos, 1 Milhão de €uros e atrasou-se na corrida por um lugar na tabela que dá acesso à fase seguinte (e a mais Milhões de €uros).

 

O jogo terminou com uma demonstração de amor, fé e cumplicidade, por parte dos Adeptos. Cantou-se Benfica, de forma tão sentida como espontânea. Foi arrepiante.

 

Notável foi também o comportamento dos Benfiquistas presentes no Estádio, para o jogo da 5ª jornada do campeonato (contra o Moreirense), que após o golo sofrido e a fraca exibição até então, mantiveram o apoio à Equipa. Deram ânimo, ficando assim, directamente implicados na reviravolta. Um bem-haja para todos eles.

 

 

 

Os fregueses habituais dos pasquins e devoradores de programas desportivos devem estar perplexos. Afinal os milagres acontecem. Uma equipa alienada, claramente insuficiente para lutar com os outros 2 colossos, está na frente e isolado. Um aglomerado de júbilo e melancolia (consoante a cor clubística) percorre o rebanho, juntos na ingenuidade mas separados pelo sentimento.

 

Os pregadores, esses, perante o paradoxo, apontam o dedo às arbitragens. Tal como Jesus transformou água em vinho, os oradores de serviço, transformam as vítimas em réus (uma verdadeira analogia bíblica). Tudo depende do ponto de vista, quando não convém, só os burros é que falam nas arbitragens, até porque no fim, feitas as contas, a balança fica equilibrada. O problema é que, presentemente, o Campeão segue isolado em 1º lugar.

 

             

publicado por Tasqueiro às 16:35
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Maio de 2013

(In)justiça

 

Grande jogo de futebol digno da final.

 

O Benfica jogou bem, mas falhou na finalização.

 

Definitivamente o plantel é curto para estas andanças.

 

Agora, é dar uma “sova” aos dois adversários que faltam e esperar que o minuto 92 restitua a justiça na Mata Real.

 

          

publicado por Tasqueiro às 17:13
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 14 de Maio de 2013

O que sinto

 

Quando já tudo aconteceu é fácil fazer críticas sobre decisões tomadas. No dia da ressaca, dizia um amigo, ainda novo, mas já com algum conhecimento de causa, que o erro de Roderick nem no Inatel aconteceria. A jogada terminava ali, impunha-se a falta para interromper o ataque. Ao princípio achei aquilo tudo certo, mas depois lembrei-me das vezes, sem conta, que uma falta naquele local, com o jogo a terminar deu em tragédia. Bola lá para cima e toma lá disto. Nessas alturas questionaram-se as razões das faltas.

 
O golo, no tempo e na execução foi dramático. Faltava 1 minuto para tudo acabar e a bola, caprichosamente, levou a única trajectória possível. Foi azar?! Foi desleixo?! Foi mérito do adversário?! Julgo que sim. Todas estas são válidas. No entanto, o campeonato não se resume a este jogo, e aí, no resto, o Benfica foi melhor. Foi melhor porque teve de jogar mais, e jogou mais, porque se esforçou mais. Obrigaram-no a isso, foi a superação dos adversários que assim o determinou. Mais futebol, mais e melhor qualidade, logo melhor espectáculo. Nos Óscares ganhava o Benfica. Por cá, o troféu e as atenções vão “sempre” para um, mas o mérito tem sido de muitos.

Só por isso, já me passou pela cabeça que devíamos de propor um incentivo ao Paços. Ganhar ou, pelo menos, não perder, 1 milhão … cash.

 

               

publicado por Tasqueiro às 10:29
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 6 de Dezembro de 2011

Acidente de percurso?

 

Íamos tão bem.

 

Apanhado de surpresa pela fraca qualidade de jogo do Marítimo (como pode ir em 4º lugar no campeonato?), julgava que iria ser um passeio, isto até ver, ou melhor, não ver o futebol praticado pela equipa do Benfica.

 

Foi graças a JJ (e a uma equipa fabulosa) que ganhámos o último campeonato e, também graças a ele, que jogámos um futebol espectacular, que só devido a particularidades do futebol portoguês, só deu para ser campeão com uma vantagem de 3 pontos.

 

O que se seguiu? Fiasco atrás de fiasco, e com isso, humilhação seguida de humilhação.

 

Posto isto, o meu sentimento é de revolta. Apetece-me partir a boca a JJ, assim como, a alguns jogadores que participaram (ou não) no “recreio”.

 

Sei que faltavam muitos titulares e tal, mas isso (apesar de algum exagero), para mim, não é justificação. Os nossos suplentes são mais dispendiosos do que toda a equipa insular, sem desculpas portanto.

 

O futebol praticado foi pobre, muito abaixo do exigível para a qualidade do plantel.

 

Eduardo, à boa maneira Robertiana, deu uma “casa” de todo o tamanho, tão grande, que o jogador madeirense, mesmo em dificuldade e marcado por 2 defesas, conseguiu, com a biqueira da bota, fazer o mais difícil, um golo de chapéu. Espero que os responsáveis do Benfica se deixem de boas acções e ponham Eduardo numa posição mais favorável para ser chamado à selecção, ou seja, despachá-lo.

 

Garay, ainda hoje, deve estar com os nervos em franja, depois da dupla que fez com Jardel. Miguel Vítor (depois de uma soberba exibição em Manchester) ficou no banco a fazer o quê?

 

Gaitan, o agridoce, tanto se exibe como uma águia imponente, em todo o seu esplendor, como parece um pombo e toda a sua porcaria associada. O banco, talvez seja um bom estímulo (a começar pelo jogo da Champions. Queres montra? Trabalha para ela).

 

Emerson, apesar de toda a entrega, continua a dar pouca consistência ao sector. Nem na Taça Capdevila tem uma oportunidade, é preocupante e demonstra o carácter do “artista”, que comanda as tropas.

 

Saviola andou longe do seu melhor (o que passa?) e Witsel não esteve nos seus dias.

 

Aimar e a sua qualidade Superior, não foi a tempo de remediar a situação, a equipa já estava formatada para, só dar aquilo.

 

Fico por aqui, a desilusão é tão grande que me está a afectar o raciocínio, espero que tenha sido a última.

 

Com excepção de Manchester, o futebol de JJ, este ano, não tem ponta por onde se lhe pegue. Não há fio de jogo, nem sequer vestígios, e isso, é preocupante.

 

                         

 

publicado por Tasqueiro às 12:14
link do post | comentar | favorito

.pesquisa

.Setembro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Tomar medidas, quanto ant...

. Dá que pensar

. Redefinir objectivos

. Decepção

. Vã promessa da aposta alé...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS