Quarta-feira, 3 de Outubro de 2018

Apesar da vitória, a exibição foi mais uma enorme decepção.

 

A exibição do Benfica na Grécia esteve ao nível de um jogo de solteiros casados. Valeu um enorme Odysseas e a frágil qualidade do adversário.

Ninguém parece saber muito bem o que fazer em campo. A estratégia tem sido a de recuar e trocar a bola com o guarda-redes, até este sem qualquer outra alternativa chutar a bola lá para a frente.

Rui Vitoria aparenta não conseguir indicar o caminho. O que ainda o prende ao Benfica é o acerto que tem conseguido com a aposta na formação, porque a qualidade de jogo tem vindo a cair consideravelmente.

Mau pressentimento para Domingo, o que já vem sendo um hábito, infelizmente.

 

                

publicado por Tasqueiro às 09:19
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De Juvenal José a 3 de Outubro de 2018 às 13:34
Não dá para defender Rui Vitória após o que se passou ontem em campo e se tem passado em tantos e tantos e tantos jogos. O Benfica entra bem, marca, e depois descarrila, entrega o jogo ao adversário, recua (como equipa pequena que defende o resultado), deixa de jogar ou joga sem rumo e critério, arrasta-se pelo nosso meio campo, sofre golos, e é um ai, Jesus! até final. Já se passou em tantos jogos, que não dá mais para crer em acasos.
Gostava de perguntar ao nosso treinador se ele não viu o que estava a acontecer no lado esquerdo da avançada adversária, antes do primeiro golo deles. É que até eu, treinador só de bancada, estava a ver o que ia acontecer. E pelos vistos, o nosso treinador também não viu que o AEK continuava a fazer o que queria de André Almeida e que a cena iria repetir-se no segundo golo do adversário. Até eu vi, Rui Vitória! É um grande sofrimento um benfiquista ver este Benfica a jogar, homem!
Já não consigo defendê-lo. Tenho de dar razão àqueles que dizem, há muito tempo, que o RV é um treinador forte na estratégia do pontapé para a frente e fé em Deus. A liderar assim, o próximo jogo não vai correr bem, RV, digo-lho eu, um simples treinador de bancada.
Uma palavra para o Pizzi. Perder a bola em locais proibidos e ficar parado à espera que os colegas resolvam as suas asneiradas, e a ver a bola entrar na nossa baliza (como aconteceu ontem no primeiro golo do AEK), é coisa que define o Pizzi. Será que o Pizzi conhece o significado das palavras, luta, raça, solidariedade?
De Tasqueiro a 3 de Outubro de 2018 às 14:31
Subscrevo.
Começam a faltar argumentos para qualquer tipo de condescendências. A Vitória e outros (entre eles Pizzi).

Comentar

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

.posts recentes

. Esclarecimentos

. Inépcia

. A entrevista

. Altura de actuar com sapi...

. Resta lutar pelo Liga Eur...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS