Segunda-feira, 11 de Janeiro de 2016

Na corrida

 

A equipa que não fazia parte dos principais candidatos ao título está, ao fim da primeira volta, no 2º lugar em igualdade pontual com o plantel mais caro da história do futebol português.

 

O plantel mais fraco dos três grandes e que supostamente só joga aos repelões é a mais concretizadora do campeonato com 45 golos marcados (mais 10 do que o 1º classificado) e 11 sofridos (1º classificado tem 9).

 

Toda esta performance, sem Sálvio desde início, sem Semedo, sem Luisão e ultimamente sem Gaitan. É o plantel mais português das últimas décadas, com 6 portugueses a jogar regularmente (4 deles quase sempre titulares), em que 3 deles são da formação (Geração Caixa Futebol Campus).

 

Ainda distante dos resultados e exibições que todos os benfiquistas ambicionam, esta equipa nada tem a ver com os prognósticos efectuados pela comunicação social no início da temporada. Desejos ou apenas conjecturas, certo é que nenhum destes profetas dá a mão à palmatória, continuam a dar palpites com a autoridade de quem nunca se engana e raramente tem duvidas.

 

                         

publicado por Tasqueiro às 16:58
link do post | favorito
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Previsível ou fracasso

. É preciso mais

. Redefinir objectivos

. Quem tem medo compra um c...

. Decepção

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS