Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Plantel 2018/19

 

Considerando a continuação de Rui Vitória, presumo que a utilização dos dois sistemas (4x4x2 e 4x3x3), já utilizados, é um cenário espectável. Eu sou da opinião que a equipa do Benfica não se deve resumir a um plano A, mas também recorrer, em casos específicos, a um sistema alternativo que nos é tão familiar.

A definição do plantel deve ter em conta estes dois sistemas, a serem utilizados conforme as características dos adversários. Eu acredito neste procedimento, até porque qualquer destes sistemas é conhecido dos nossos jogadores. Também por isso, a permanência dos melhores é fundamental, o que também favorece a integração dos novos jogadores.

Na minha opinião o plantel deve ser constituído por 18 jogadores de qualidade muito semelhantes e mais outros 7 atletas, a escolher entre permanências a valorizar e jovens da formação. Relativamente à formação é importante manter uma ponte entre as equipas A e B, treinarem normalmente com a equipa principal e serem utilizados com regularidade na equipa B.

A meu ver é fundamental a permanência de Jardel, Ruben Dias, André Almeida, Fesja, Pizzi, Krovinovic, Zivkovic, Sálvio, Cervi, Rafa e Jonas.

Não sei qual será a visão da estrutura, mas sou da opinião de que Varela poderá ficar se se confirmar a qualidade de Odysseas, para ser titular. Nesse caso, está garantido o essencial e estão formados os alicerces do plantel. Entretanto já chegaram German Conti (central), Ebuehi (defesa direito) e Castillo (ponta-de-lança), dos quais se espera, no mínimo, estarem à altura dos que ficam.

Assim, o plantel possui neste momento 16 atletas, faltando mais 2 (defesa esquerdo e médio defensivo) para formar a base principal (titulares e banco) do plantel.

Dos restantes 7 atletas que irão complementar a equipa, já regressou Yuri Ribeiro (defesa esquerdo), havendo ainda por preencher a vaga de guarda-redes, central, médio centro/ofensivo, extremo, avançado e ponta-de-lança. Na minha opinião as escolhas recaiam sobre Ivan Zlobin, Ferro/Kalaica, Keaton Parks/David Tavares, Heriberto/Willock, Felix e Seferovic, respectivamente.

 

Saídas (9):

- Svilar, a emprestar, porque necessita de jogar para evoluir.

- Douglas, porque estava emprestado e porque não possui qualidade para fazer parte do plantel.

- Eliseu, porque já passou o tempo dele e há que dar lugar aos mais novos.

- Lisandro Lopez, porque é preciso alguém que traga mais estabilidade e consistência.

- Luisão, à semelhança de Eliseu, porque já passou o tempo dele e há que dar lugar aos mais novos.

- Samaris, porque é uma peça fora do baralho de Rui Vitória e é necessário uma alternativa indiscutível a Fesja.

- J.Carvalho, à semelhança de Svilar, necessita de jogar para evoluir.

- Gonçalves, idem “”.

- Raul Jiménez, porque ainda tem valor de mercado (vai ao mundial), demasiado oneroso para um bom suplente e não é ponta-de-lança.

 

Plantel 2018.19.png

 

                

 

                     

 

publicado por Tasqueiro às 16:00
link do post | favorito
Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.pesquisa

.Fevereiro 2020

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
22
23
24
25
26
27
29

.posts recentes

. Frustrante

. Dá que pensar

. Previsível ou fracasso

. É preciso mais

. Redefinir objectivos

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS