Sexta-feira, 31 de Maio de 2019

Plantel 2019/20

 

Iniciou a fase de preparação da próxima época, como sucede todos os anos, em todos os clubes e o Benfica não é excepção, vão haver saídas e entradas no plantel. Fazendo fé nas palavras dos representantes máximos do Benfica, o futuro passa pelo sucesso na europa e para isso é preciso talento.

O plantel do Benfica, que se sagrou brilhantemente Campeão nacional, era composto por 28 jogadores, fica a minha opinião sobre cada um deles:

  • Odysseas – diz-se que tem lacunas e falou-se na contratação de um guarda-redes, na minha opinião será difícil encontra melhor alternativa (preço/qualidade) a esta;
  • Svilar – precisa de jogar regularmente, deve ser emprestado;
  • Ivan Zlobin – a curto prazo um sério candidato a titular na equipa do Benfica, excelente suplente para uma rotatividade obrigatória;
  • Ruben Dias – titular indiscutível;
  • Ferro – possui o selo de qualidade, amadureceu e muito, na próxima época ainda vai estar melhor, discute lugar com Jardel;
  • Jardel –com a lesão perdeu a titularidade, tem 33 anos e um concorrente à altura;
  • Conti – demonstrou dificuldades de adaptação, deve ser emprestado até porque, no imediato, há melhores alternativas na formação;
  • Almeida – evoluiu de forma extraordinária, possui números significativos, é competente e bastante regular, seja quem for o concorrente não terá vida fácil;
  • Grimaldo – jogador acima da média, importante na manobra da equipa, titular indiscutível;
  • Ebuehi – uma lesão fê-lo perder toda a época, tanto pode ter uma nova oportunidade como estar de saída, Lage tem a palavra;
  • Yuri Ribeiro – esforçado mas insuficiente, prevê-se saída definitiva;
  • Corchia – esteve bem mas pareceu-me curto, fim do empréstimo;
  • Fejsa – com as lesões e o aparecimento de alternativas viáveis, perdeu preponderância na equipa, vulnerável a lesões, com boa proposta deve sair;
  • Samaris – qualidade e experiência, excelente dupla com Gabriel;
  • Florentino – sucessor de Fejsa, um autêntico polvo de meio-campo, importante para o que aí vem;
  • Gabriel – custou mas foi, com Lage agarrou definitivamente o lugar;
  • Gedson – polivalência, faz qualquer posição do meio-campo;
  • Taarabt – Lage deu-lhe uma oportunidade, não desperdiçou, consta que renovou contrato, na minha opinião só vale apena a aposta se for inscrito na Champions;
  • Pizzi – vital na manobra ofensiva da equipa, sinonimo de golos e assistências;
  • Rafa – esta época explodiu, este Rafa é titularíssimo;
  • Sálvio – um craque mas infelizmente muito frágil, muito importante no passado mas incerto no futuro, em caso de novo azar julgo que o lugar está salvaguardado com a formação;
  • Cervi – com a afirmação de Rafa vai competir com Caio Lucas um lugar no plantel;
  • Zivkovic – pouco utilizado, precisa de jogar, deve sair;
  • Krovinovic – com a lesão e a mudança táctica perdeu preponderância na equipa, muita qualidade técnica, continuidade vai depender da sua adaptação à nova realidade táctica;
  • Jota – teve algumas oportunidades e não conseguiu sobressair, precisa de jogar, um provável empréstimo seria benéfico para a sua evolução;
  • Jonas – este é uma verdadeira incógnita, problemas físicos crónicos mas um verdadeiro fora-de-série, possui ainda contrato por mais um ano. Fisicamente apto é imprescindível, no entanto se for para fazer de corpo presente, mais vale compensá-lo e procurar alternativas;
  • Félix – Indispensável;
  • Seferovic – a analogia da fénix, é limitado tecnicamente mas oferece dedicação máxima, o mais importante é que tem golo.

 Se o objectivo é formar uma equipa para estar entre as melhores da europa, é fundamental que se faça um esforço significativo, tanto a nível de retenção de talento como na aquisição do mesmo. Com recursos limitados, comparados com os concorrentes, o aumento de qualidade do plantel implica avaliação, ponderação, equilíbrio e fundamento.

Como treinador de bancada, tenho a minha opinião sobre a matéria, deixo aqui um ensaio sobre a construção do plantel para a época 2019/20:

Plantel 2019.20.jpg

O plantel está incompleto com lugares a preencher para atingir um total de 25 jogadores (lista a enviar à UEFA para a competição Champions). Entre compras lá fora (defesa esquerdo e ponta-de-lança, pelo menos) e a possibilidade do regresso de Chiquinho, temos ainda as soluções internas, nomeadamente: Varela, Taarabt, Krovinovic e a Formação.

                          

 

publicado por Tasqueiro às 14:17
link do post | comentar | favorito
2 comentários:
De joão carlos a 1 de Junho de 2019 às 01:25
depois de um ano completamente parado, sem treinar sequer, e sem se saber o que vai dar depois da lesão, vide krovinovic, o ebuehi tem de ser emprestado.

é preciso um guarda redes e um central de qualidade e experiente.
se é para tentar alguma coisa na lc não vamos lá só com jovens inexperientes na prova.
De Anónimo a 6 de Junho de 2019 às 14:49
muito bem. krovinovic? não o vejo neste esquema. eu vendia. e temo que as lesões não o vão largar nunca.

o 4º central? kalaica!

Comentar

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Julho 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Plantel 2019/20 – (actual...

. Plantel 2019/20

. Malvada angústia

. Ajax dá o exemplo

. Abrem-se as hostilidades

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 4 seguidores

blogs SAPO
RSS