Sexta-feira, 31 de Maio de 2019

Plantel 2019/20

 

Iniciou a fase de preparação da próxima época, como sucede todos os anos, em todos os clubes e o Benfica não é excepção, vão haver saídas e entradas no plantel. Fazendo fé nas palavras dos representantes máximos do Benfica, o futuro passa pelo sucesso na europa e para isso é preciso talento.

O plantel do Benfica, que se sagrou brilhantemente Campeão nacional, era composto por 28 jogadores, fica a minha opinião sobre cada um deles:

  • Odysseas – diz-se que tem lacunas e falou-se na contratação de um guarda-redes, na minha opinião será difícil encontra melhor alternativa (preço/qualidade) a esta;
  • Svilar – precisa de jogar regularmente, deve ser emprestado;
  • Ivan Zlobin – a curto prazo um sério candidato a titular na equipa do Benfica, excelente suplente para uma rotatividade obrigatória;
  • Ruben Dias – titular indiscutível;
  • Ferro – possui o selo de qualidade, amadureceu e muito, na próxima época ainda vai estar melhor, discute lugar com Jardel;
  • Jardel –com a lesão perdeu a titularidade, tem 33 anos e um concorrente à altura;
  • Conti – demonstrou dificuldades de adaptação, deve ser emprestado até porque, no imediato, há melhores alternativas na formação;
  • Almeida – evoluiu de forma extraordinária, possui números significativos, é competente e bastante regular, seja quem for o concorrente não terá vida fácil;
  • Grimaldo – jogador acima da média, importante na manobra da equipa, titular indiscutível;
  • Ebuehi – uma lesão fê-lo perder toda a época, tanto pode ter uma nova oportunidade como estar de saída, Lage tem a palavra;
  • Yuri Ribeiro – esforçado mas insuficiente, prevê-se saída definitiva;
  • Corchia – esteve bem mas pareceu-me curto, fim do empréstimo;
  • Fejsa – com as lesões e o aparecimento de alternativas viáveis, perdeu preponderância na equipa, vulnerável a lesões, com boa proposta deve sair;
  • Samaris – qualidade e experiência, excelente dupla com Gabriel;
  • Florentino – sucessor de Fejsa, um autêntico polvo de meio-campo, importante para o que aí vem;
  • Gabriel – custou mas foi, com Lage agarrou definitivamente o lugar;
  • Gedson – polivalência, faz qualquer posição do meio-campo;
  • Taarabt – Lage deu-lhe uma oportunidade, não desperdiçou, consta que renovou contrato, na minha opinião só vale apena a aposta se for inscrito na Champions;
  • Pizzi – vital na manobra ofensiva da equipa, sinonimo de golos e assistências;
  • Rafa – esta época explodiu, este Rafa é titularíssimo;
  • Sálvio – um craque mas infelizmente muito frágil, muito importante no passado mas incerto no futuro, em caso de novo azar julgo que o lugar está salvaguardado com a formação;
  • Cervi – com a afirmação de Rafa vai competir com Caio Lucas um lugar no plantel;
  • Zivkovic – pouco utilizado, precisa de jogar, deve sair;
  • Krovinovic – com a lesão e a mudança táctica perdeu preponderância na equipa, muita qualidade técnica, continuidade vai depender da sua adaptação à nova realidade táctica;
  • Jota – teve algumas oportunidades e não conseguiu sobressair, precisa de jogar, um provável empréstimo seria benéfico para a sua evolução;
  • Jonas – este é uma verdadeira incógnita, problemas físicos crónicos mas um verdadeiro fora-de-série, possui ainda contrato por mais um ano. Fisicamente apto é imprescindível, no entanto se for para fazer de corpo presente, mais vale compensá-lo e procurar alternativas;
  • Félix – Indispensável;
  • Seferovic – a analogia da fénix, é limitado tecnicamente mas oferece dedicação máxima, o mais importante é que tem golo.

 Se o objectivo é formar uma equipa para estar entre as melhores da europa, é fundamental que se faça um esforço significativo, tanto a nível de retenção de talento como na aquisição do mesmo. Com recursos limitados, comparados com os concorrentes, o aumento de qualidade do plantel implica avaliação, ponderação, equilíbrio e fundamento.

Como treinador de bancada, tenho a minha opinião sobre a matéria, deixo aqui um ensaio sobre a construção do plantel para a época 2019/20:

Plantel 2019.20.jpg

O plantel está incompleto com lugares a preencher para atingir um total de 25 jogadores (lista a enviar à UEFA para a competição Champions). Entre compras lá fora (defesa esquerdo e ponta-de-lança, pelo menos) e a possibilidade do regresso de Chiquinho, temos ainda as soluções internas, nomeadamente: Varela, Taarabt, Krovinovic e a Formação.

                          

 

publicado por Tasqueiro às 14:17
link do post | favorito
De Anónimo a 6 de Junho de 2019 às 14:49
muito bem. krovinovic? não o vejo neste esquema. eu vendia. e temo que as lesões não o vão largar nunca.

o 4º central? kalaica!
Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Dezembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.posts recentes

. Previsível ou fracasso

. É preciso mais

. Redefinir objectivos

. Quem tem medo compra um c...

. Decepção

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 6 seguidores

blogs SAPO
RSS