Quinta-feira, 27 de Setembro de 2018

Caso Mails – é disto que estamos a falar

 

No caso dos E-Mails, muito se falou e escreveu na comunicação social deste país. Seja por ignorância ou má-fé, analisaram-se e debateram-se matérias truncadas que acabaram por mancharam o nome do Sport Lisboa e Benfica por esse mundo fora.

O Benfica fez queixa à ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) contra os responsáveis (Avenida dos Aliados - Sociedade de Comunicação, S.A., Júlio Magalhães e Tiago Girão) pela difamação e divulgação de correspondência privada.

A ERC já deliberou sobre o assunto. Deixo aqui uma das suas muitas considerações:

“… É de igual modo patente a busca de sensacionalismo concretizada – num programa de cariz informativo – por via de uma prática folhetinesca assente na divulgação reiterada, parcial e seriada de documentação privada, acompanhada da promessa de “novas revelações”61, e que, através de interpretação não neutra, introduz uma sua leitura interpretativa, junto dos telespectadores, susceptível de insinuação criminal62.”

 

É bastante claro que, nestas linhas, para além do crime de divulgação de correspondência privada está apontado, pelo menos mais um, o de difamação.

Como exemplo prático daquilo que estamos a falar, e com a ajuda desta investigação da ERC, deixo um exemplo da técnica utilizada por esta gente, na divulgação dos supostos emails de forma a ludibriar o povo.

Segue em baixo os textos divulgados pelo Porto Canal, a azul, e em seguida os supostos textos completos, a vermelho (trechos ocultados a sublinhado).

 

Divulgados pelo Porto Canal:

Mensagem que Adão Mendes, ex-árbitro de futebol, teria remetido em 29 de Janeiro de 2014 a Pedro Guerra:

O Primeiro-Ministro é de facto um grande homem e um grande líder. Sei o que digo, porque sei das suas capacidades em ouvir, pensar, astúcia nas decisões e amor ao Glorioso. Não há outro como ele. Hoje o SLB manda mesmo e os outros já não mexem em nada, e o resto virá por acréscimo. Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar, o Porto já não manda, mas ainda não compreendem onde está o poder. Hoje quem nos prejudicar sabe que é punido e este espaço foi conquistado com muito trabalho do Primeiro-Ministro.

 

Mensagem essa a que Pedro Guerra terá respondido nos seguintes termos:

Sei que o nosso Primeiro-Ministro quer que seja essa a postura, e, se ele traçou essa estratégia, creio que só temos que segui-la. Ele lá sabe o que anda a fazer. E, na verdade, não temos tido muita razão de queixa.

 

Supostamente completos:

Mensagem que Adão Mendes, ex-árbitro de futebol, teria remetido em 29 de Janeiro de 2014 a Pedro Guerra:

O Primeiro-Ministro é de facto um grande Homem e um GRANDE LÍDER, sei o que digo porque sei das suas capacidades em ouvir, pensar, astúcia nas decisões e amor ao Glorioso. Não há outro como ele. Hoje o SLB manda mesmo e os outros já não mexem nada, já não fazem pouco de nós, e o resto virá por acréscimo. Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar, o Porto já não manda, mas ainda não compreendem onde está o poder. O poder está no trabalho dia a dia, na busca da verdade e da seriedade e isso faz a diferença. Hoje quem nos prejudicar sabe que é punido e este espaço foi conquistado com muito trabalho do Primeiro-Ministro.

  

Mensagem essa a que Pedro Guerra terá respondido nos seguintes termos:

Meu Caro Amigo,

Com as suas lições tudo se torna mais fácil. Estou a levar com críticas e azias de muitos benfiquistas, que me acusam de defender em demasia os árbitros. Mas eu quero lá saber! Para mim, o mais importante é o Sport Lisboa e Benfica. E se a minha postura e opiniões puderem contribuir, nem que seja de forma pífia, para um clima de paz e harmonia, acho que é este o caminho a seguir. Sei que “nosso” Primeiro-Ministro quer que seja esta a postura e se ele traçou essa estratégia, creio que só temos que segui-la. Ele lá sabe o que anda a fazer. E, na verdade, não temos tido muita razão de queixa.

 

 Sobre esta matéria diz a ERC que:

 

“… Para além disso, contudo, e independentemente das dúvidas associadas à existência e veracidade de toda ou parte da documentação divulgada por Francisco José Marques, certo é que da mesma foi feita, por via da sua interpretação e comunicação pública, uma utilização não raro selectiva e descontextualizada, e, portanto, desprovida de objectividade, e eivada, inclusive, e por outro lado, de propósitos sensacionalistas.”

 

 À Consideração dos Benfiquistas:

 

               

publicado por Tasqueiro às 15:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2018

Últimos desenvolvimentos

 

Alegadamente, e digo-o assim porque um boi hoje é branco e amanhã pode ser preto, encontraram o ladrão dos emails do Benfica. Dizem (não a li, nem faço conta de o fazer) que é uma cópia de uma notícia (traduzida do espanhol) já com 2 anos, com trechos de actualidade. Basicamente um carro velho com pintura nova.

Sei que é importante a identificação do hacker, pode levar-nos (à policia claro) ao essencial … os compradores e daí ao resto. Que se puna os prevaricadores.

De uma sanção (como está na moda), ou sanções, já não se livram aqueles que divulgaram a correspondência privada. Pelo menos acho eu, mas neste país tudo é possível, até o boi de repente virar vaca.

 

Mais jogo menos jogo, o Benfica pode vir a fechar as portas das bancadas em dia(s) de jogo. Castigo por mau comportamento de claques e ilegalidade das mesmas. Parece a escola … ou a tropa, por causa de uns levam todos.

Os tais “todos” acham mal, e eu concordo, então e as outros “grupos” que fazem o mesmo, não o são porquê?

 

Existe um putativo candidato à Presidência do Benfica. Já lá esteve, no seio da Sociedade/Instituição, e de lá saiu, por vontade própria, de certa forma em choque com as ideias de seus pares.

No princípio algo discreto, hoje em dia mais determinado em fazer oposição. Fá-lo com uma identidade política, até porque o é, ou pelo menos já o foi … um político.

Nada tenho contra. A democracia é isso mesmo, a ideia e o seu contraditório. O Benfica nasceu dela e sobre ela se desenvolveu. Não alinho é na crítica sem a alternativa, discordar só porque sim ou pior, o desejo de dividir para vir a poder reinar. Detesto discursos vagos, só ver o pior nos desempenhos dos outros e sustentar o contrário sem indicar o caminho e como lá chegar.

 

                 

publicado por Tasqueiro às 14:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2018

E-Problema

 

Muita se tem falado e escrito acerca do processo E-Touperira. Fazendo um balanço daquilo que tenho lido, visto e ouvido, temos um grande imbróglio jurídico.

 

Pois bem, aqui vai o meu entendimento sobre o assunto:

Esta acusação assenta numa narrativa abstracta substanciada na produção de factos, indícios e suposições imputadas aos arguidos e que visam demonstrar os seus comportamentos dolosos.

Na comunicação social nada de novo, nos debates televisivos os jornalistas e comentadores interpretam os dados como factos provados. Daí só pode resultar uma conclusão, a condenação pública de todos os intervenientes neste processo.

Os especialistas, por outro lado, têm sido mais comedidos na abordagem ao processo. Referem que nada está ainda provado e são todos unanimes de que na acusação não existe qualquer referência à relação entre a tese e a alteração à verdade desportiva, da qual é acusada a Benfica SAD (Os factos têm de ter projecção numa competição, nomeadamente num resultado de num jogo. Neste caso não há referência a qualquer competição ou jogo). Outro aspecto realçado é a estranha constituição da SAD como arguida. Uma pessoa colectiva (SAD) não age por si só, são as pessoas físicas (órgãos administrativos da SAD) que manifestam e exteriorizam a vontade da pessoa colectiva, são elas que têm personalidade jurídica e nenhuma foi constituída arguida.

Dentro dos factos apresentados, verifica-se que a acusão assenta em alegadas consultas indevidas à plataforma CITIUS (violação do segredo de justiça) por parte de oficiais de justiça. Segundo o Ministério Público esta informação era facultada a Paulo Gonçalves, que posteriormente a transmitia ao Benfica.

O problema é que uma boa parte das consultas arroladas na acusação são colocadas num tempo em que essa informação já se encontravam fora do segredo de justiça e portanto disponivel para consulta ao público. Outras são consultas de informação em que o Benfica era queixoso e/ou reu, portanto com acesso ao processo. E existem aínda outras em que se trata de processos civeis (fora das excepções), logo todos consultáveis. Mais extraordinário ainda é haver aínda processos que à data das ditas consultas, já constavam no blog “Mercado de Benfica”.

Conclui-se portanto que muitas destas presumiveis consultas não fazem qualquer sentido, pois a informação alegadamente recolhida já se encontrava acessivel.

 

Outras situações caricatas:

- Paulo Gonçalves foi acusado de receber informação em data não apurada.

- A alegada consulta a dados de árbitros, que fez primeiras páginas, afinal eram ex-árbitros, curiosamente quase todos arguidos no caso Apito Dourado.

 

 

Fica a questão, será que este caso irá chegar a julgamento?

 

             

publicado por Tasqueiro às 10:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 6 de Setembro de 2018

Actualidade

 

Quando as bolas entram, tudo faz mais sentido, a opiniões aproximam-se e os ânimos acalmam.

Rui Vitória foi perspicaz, colocou a peça certa em momento oportuno no lugar correto. Seferovic trouxe mobilidade, apoio e energia à equipa. Com ele (em 2 jogos) o Benfica marcou 8 golos e apenas sofreu 1. Há, definitivamente, que contar com ele.

Aparentemente esta escolha surpreendeu muita gente, nomeadamente os jornaleiros e demais comentadores de programas tele(lesivos), que parecem dominar todas estas matérias e mais alg(uma). Sapo a sapo enche a galinha o papo, o Benfica não só está na fase de grupos da Champions, como é líder na 1ª Liga, 2ª Liga e Liga Revelação (sub-23).

 

O IPDJ (Instituto Português do Desporto e Juventude e do Desporto) quer punir o Benfica com 1 jogo à porta fechada e uma coima de 56 mil €. Tudo isto resulta de vários processos sobre o relacionamento do clube com grupos organizados de adeptos, que neste caso são considerados ilegais. Entre outras crueldades esta punição é justificada por os adeptos ostentarem faixas de apoio ao Benfica e de alusões de adeptos de várias zonas do país, exibição do símbolo dos Rolling Stones, expressões como “ilegais allez” e da afixação do escudo nacional (simboliza o clube campeão nacional em título).

Segundo especialistas na matéria, parte desta acusação está alicerçada em antecedentes que ainda não transitaram em julgado, razão pela qual não podem ser consideradas. Trata-se, pois, de uma acusação caricata e que à partida está condenada. O Benfica já informou que a vai impugnar.

 

Também o MP (Ministério Público) acusa a SAD do Benfica de vários crimes, entre eles corrupção e recebimento indevido de vantagem, pertendendo para o Benfica: A suspensão de participação em competição desportiva entre seis meses a três anos; A privação do direito a subsídios, subvenções ou incentivos outorgados pelo Estado, regiões autónomas, autarquias locais e demais pessoas colectivas públicas por um período de 1 a 5 anos; A proibição do exercício de profissão, função ou actividade, pública ou privada, por um período de 1 a 5 anos, tratando-se de agente desportivo. 

Aqui as opiniões dividem-se, no entanto aqueles que eu considero mais isentos afirmam que relativamente a crimes desportivos a acusação não tem pernas para andar. O Benfica tem agora a palavra.

 

Relativamente a este ultimo caso, o Presidente do Benfica, em conferência de imprensa, veio reiterar a inocência do Clube. Relembrou ainda que, até à data, todas as decisões administrativas e judiciais de caracter definitivo foram favoráveis ao Benfica.

 

     

publicado por Tasqueiro às 09:35
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 31 de Julho de 2018

Plantel - actualização III

 

 

Por estes dias os jogadores à disposição de Rui Vitoria são estes:

Plantel 18.19 actual.jpg

 

 

Antes dos Turcos, há ainda o jogo da Eusébio Cup, com o Lyon, a contar para a International Champions Cup. A partida é no Estádio do Algarve (sportv1), amanhã (4ª feira) pelas 21:05 h.

Se não houver mais novidades, é com estes que Vitória irá contar para jogar a 3ª pré-eliminatória da Champions. A lista a enviar à UEFA será composta por 25 jogadores, com um limite de 17 estrangeiros, um mínimo de 4 atletas formados no Benfica e o resto a ser preenchido com jogadores formados localmente.

Ebuehi vai estar no estaleiro por uns longos 6 meses e Krovinovic só estará disponível lá para Novembro. Seria conveniente o Benfica arranjar uma alternativa a Almeida.

 

                    

 

publicado por Tasqueiro às 09:34
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Terça-feira, 24 de Julho de 2018

Actualidades

 

Calhou em sorte o Fenerbahce. O clube turco é competitivo, tem bons jogadores, mas está perfeitamente ao alcance do Benfica. Depois do que se passou o ano passado, é obrigação dos jogadores e da equipa técnica “despachar” este adversário. Exige-o a grandeza (não é só da boca para fora, há que comprová-lo) do Benfica e merecem-no os Benfiquistas.

Alerta-se a quem de direito, estes jogos são apenas eliminatórias de acesso à Champions. O facto de ter o nome Champions e de os emigrantes se encontrarem em Portugal não é razão para inflacionar os preços dos bilhetes. Se querem estádio cheio vão com calma, para não terem uma surpresa.

 

Segundo a comunicação social, o Portimonense exige o regresso de Paulinho e de Ewerton, devido à falta de pagamento por parte do FC Porto.

 «O FC Porto não tem condições de fazer os pagamentos em causa e por isso exigimos o seu regresso».

Rodiney Sampaio, presidente da SAD do Portimonense

 

Paulinho (7 milhões €) reforço de janeiro e Ewerton (5 milhões €) contratação deste defeso, pelos vistos são apenas experiências sem quaisquer compromissos. Se gostou fica, se não gostou devolve. Tudo em conformidade com a legislação europeia: a obrigação de reparar ou substituir o bem adquirido ou de oferecer uma redução do preço ou o reembolso ao consumidor se o bem em questão se revelar defeituoso ou não tiver a aparência ou funcionar como anunciado.

Essa coisa da falta de condições de pagamento, deve ser só para destabilizar, ainda agora chegou Mbemba (fala-se em 8 milhões de euros), como não há dinheiro?

 

Sporting cancela jogo com Brighton. Que passou-se? Não há disponibilidade de agenda ou é falta de “graveto”?!

 

                        

publicado por Tasqueiro às 16:02
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 23 de Julho de 2018

Pré-época – 3º Jogo

 

Mais uma vitória que dá confiança a jogadores e técnicos. Os adeptos, mais uma vez, disseram presente apesar dos preços exorbitantes, que talvez tenha impedido uma verdadeira enchente. Um jogo de caracter particular, que não fazia parte de qualquer torneio, sem qualquer trofeu em disputa, com preços mínimos de 40€.

 

Primeira parte disputada a meio campo, sem grandes ocasiões e com Rafa, mais uma vez, a confirmar o desacerto na finalização. É um caso patológico.

Uma segunda parte mais autoritária, com as entradas de Zivkovic e Cervi a fazerem a diferença. Gedson e Alfa Semedo continuam a dar boas indicações, com destaque para Gedson (um caso sério). Castillo mostra bons pormenores e competência na finalização.

De lamentar a lesão de Svilar, que proporcionou uma oportunidade a Odysseas. O rumo do jogo não deu para grandes brilhantismos, no entanto transmitiu segurança.

 

Arbitragem manhosa, com a habitual protecção aos espanhóis. Um bom teste à resiliência dos nossos jogadores, neste aspecto um ensaio adequado ao campeonato português.

 

O Benfica já está nos Estados Unidos para participar na Internacional Champions Cup, onde 5ª feira (dia 26) vai defrontar o Borussia de Dortmund.

 

           

             

publicado por Tasqueiro às 09:16
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Junho de 2018

Plantel - actualização

 

Por estes dias, o plantel do Benfica está assim:

 

Plantel I.jpg

 

Ainda em construção aguardam-se mudanças. Até ao momento parece-me que 5 avançados é excessivo e que, se não entrar mais nenhum, vai sair pelo menos um.

 

João Amaral é uma incógnita, não me parece que seja uma aposta de futuro. Duvido que fique, nem creio que faça parte da pré-época.

 

Chiquinho deve ser aposta na Equipa B.

 

Samaris, como foi pouco utilizado, não deve ser opção para este ano. No entanto já ouvi falar numa possível renovação, assim como a do Luisão também.

 

Grimaldo por enquanto ainda não saiu, por mim tudo bem.

 

                     

publicado por Tasqueiro às 14:29
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 22 de Maio de 2018

Plantel 2018/19

 

Considerando a continuação de Rui Vitória, presumo que a utilização dos dois sistemas (4x4x2 e 4x3x3), já utilizados, é um cenário espectável. Eu sou da opinião que a equipa do Benfica não se deve resumir a um plano A, mas também recorrer, em casos específicos, a um sistema alternativo que nos é tão familiar.

A definição do plantel deve ter em conta estes dois sistemas, a serem utilizados conforme as características dos adversários. Eu acredito neste procedimento, até porque qualquer destes sistemas é conhecido dos nossos jogadores. Também por isso, a permanência dos melhores é fundamental, o que também favorece a integração dos novos jogadores.

Na minha opinião o plantel deve ser constituído por 18 jogadores de qualidade muito semelhantes e mais outros 7 atletas, a escolher entre permanências a valorizar e jovens da formação. Relativamente à formação é importante manter uma ponte entre as equipas A e B, treinarem normalmente com a equipa principal e serem utilizados com regularidade na equipa B.

A meu ver é fundamental a permanência de Jardel, Ruben Dias, André Almeida, Fesja, Pizzi, Krovinovic, Zivkovic, Sálvio, Cervi, Rafa e Jonas.

Não sei qual será a visão da estrutura, mas sou da opinião de que Varela poderá ficar se se confirmar a qualidade de Odysseas, para ser titular. Nesse caso, está garantido o essencial e estão formados os alicerces do plantel. Entretanto já chegaram German Conti (central), Ebuehi (defesa direito) e Castillo (ponta-de-lança), dos quais se espera, no mínimo, estarem à altura dos que ficam.

Assim, o plantel possui neste momento 16 atletas, faltando mais 2 (defesa esquerdo e médio defensivo) para formar a base principal (titulares e banco) do plantel.

Dos restantes 7 atletas que irão complementar a equipa, já regressou Yuri Ribeiro (defesa esquerdo), havendo ainda por preencher a vaga de guarda-redes, central, médio centro/ofensivo, extremo, avançado e ponta-de-lança. Na minha opinião as escolhas recaiam sobre Ivan Zlobin, Ferro/Kalaica, Keaton Parks/David Tavares, Heriberto/Willock, Felix e Seferovic, respectivamente.

 

Saídas (9):

- Svilar, a emprestar, porque necessita de jogar para evoluir.

- Douglas, porque estava emprestado e porque não possui qualidade para fazer parte do plantel.

- Eliseu, porque já passou o tempo dele e há que dar lugar aos mais novos.

- Lisandro Lopez, porque é preciso alguém que traga mais estabilidade e consistência.

- Luisão, à semelhança de Eliseu, porque já passou o tempo dele e há que dar lugar aos mais novos.

- Samaris, porque é uma peça fora do baralho de Rui Vitória e é necessário uma alternativa indiscutível a Fesja.

- J.Carvalho, à semelhança de Svilar, necessita de jogar para evoluir.

- Gonçalves, idem “”.

- Raul Jiménez, porque ainda tem valor de mercado (vai ao mundial), demasiado oneroso para um bom suplente e não é ponta-de-lança.

 

Plantel 2018.19.png

 

                

 

                     

 

publicado por Tasqueiro às 16:00
link do post | comentar | ver comentários (8) | favorito
Quinta-feira, 8 de Março de 2018

E-Toupeira - a discussão e a alegada equidade

 

Equidade significa igualdade. Pode-se definir também como equivalência, isenção, neutralidade, imparcialidade ou honestidade.

 

Ontem à noite estive com especial atenção ao canal SIC-Noticias, onde houve um programa especial ao caso E-Toupeira, com vários convidados, nomeadamente: Nuno Gaioso (Administrador do Benfica), um juiz, um advogado e um comentador desportivo, moderado por um casal de jornalistas. 

 

 

Durante o programa fiquei a saber através das declarações do advogado de José Silva (funcionário judicial), após a determinação das medidas de causão, que no seu entendimento:

- os indícios estão fortemente descontextualizados;

– parte dos crimes que estão imputados ao seu cliente acabaram por não ser os mesmos que vieram despachados pela juíza;

– não lhe parece, no processo, que o Benfica tinha conhecimento dos elementos e que a SAD do Benfica possa ser constituída arguida;

– as contrapartidas são meia dúzia de bilhetes e duas camisolas de merchandising.

 

 

A dada altura no programa, o jornalista começa por perguntar ao Administrador Nuno Gaioso, face ao pedido do Benfica de uma audiência à Procuradora Geral da Republica e a afirmação de se considerar um alvo de perseguição por parte dos clubes rivais, se este tem a precessão de haver uma injustiça para com o Benfica.

Nuno Gaioso não qualifica, mas refere que não pode haver uma competição de processos em tribunal por parte dos clubes. Afirma que o Benfica ganhou bem os últimos campeonatos, que ganhou no campo com os seus jogadores e que as pessoas, na generalidade, sabem que foram vitórias suadas, merecidas, conquistadas pela equipa mais regular nos campeonatos. Refere ainda que todo este ruido é perverso e perturbador e que afecta o Benfica.

Estas declarações de Nuno Gaioso leva a jornalista a perguntar ao Administrador se não acha que o ruido também se aplica aos outros clubes, lembrando que foi dada a notícia sobre a abertura de um inquérito à 2ª parte do jogo Estoril – Porto. Afirma ainda que não é só o Benfica que está abraços com a justiça.

Nuno Gaios confirma que é um problema transversal a todos os clubes.

 

 

Concordo com a opinião de que o problema é transversal a todos os clubes e que todos estão sujeitos ao escrutínio público. A exposição é que é totalmente diferente.

Há uma enorme falta de equidade, por parte da comunicação social, nesta matéria. Enquanto a anunciada notícia sobre a abertura do inquérito à 2ª parte do jogo Estoril – Porto durou uns míseros segundos e foram relatados apenas os indícios inerentes ao mesmo (verdadeiro jornalismo), em comparação com o Benfica, alem de já terem sido conhecidos os respectivos indícios, foram ainda comunicados factos em segredo de justiça e efectuadas uma série de especulações, com o fabrico de uma história que com a ajuda de advogados e juízes já tem a respectiva moldura penal, e tudo ancorado na palavra alegadamente.

 

 

                                          

publicado por Tasqueiro às 11:11
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Caso Mails – é disto que ...

. Últimos desenvolvimentos

. E-Problema

. Actualidade

. Plantel - actualização II...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS