Terça-feira, 6 de Novembro de 2018

Inépcia

 

Na minha juventude joguei futebol de onze. Foi a nível distrital e de inatel, mas a exigência estava lá, a pressão também, pelo menos a de não fazer má figura em frente a família, amigos, vizinhos ou até apenas conhecidos.

Lembro-me de fazer treinos onde apenas podíamos dar um a dois toques na bola, a finalidade consistia em treinar o corpo e a mente a pensar e executar rápido. Também me lembro muito bem de ouvir das boas, quando num exercício, que concluía num centro para a área, a bola não chegava em condições.

A ver o Benfica jogar, chego facilmente à conclusão de que estas práticas devem estar desactualizadas a este nível de exigência. Falo de um nível, tipo “10 anos à frente”.

Parece que no Moreirense a tradição se mantem.

Esteve tudo ao contrário, os azuis a jogar à Benfica e os vermelhos, um clube de escalão inferior, incapaz de ripostar.

Tudo torna-se ainda mais incompreensível quando é a segunda vez consecutiva, e antes já tinham ocorrido sinais inquietantes.

 

Mais uma vez as vozes no Benfica dividem-se. Nem tudo está mal, mas há definitivamente algo que está mal.

Afirma-se na BTV que aquele espaço é de democracia. Pois na minha opinião diria que é mais um espaço de consensos, o que é bastante invulgar para esta altura do campeonato. Num espaço de Benfiquistas é sempre difícil encontrar unanimidade, até mesmo em tempos de fartura.

 

JJ é dado como interesse do Benfica, com acordo verbal e tudo. Ainda não foi confirmado nem desmentido, e o Rui Vitória a arder. Ou isto é estratégia muito à frente (tipo 10 anos) ou inépcia total.

Aguarda-se uma posição, uma atitude ou acção. Qualquer coisa que accione uma consequência. Ou desmente-se os jornais, ou apresente-se uma alternativa, JJ é que não!!

 

              

publicado por Tasqueiro às 15:17
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 31 de Outubro de 2018

A entrevista

 

À partida não estava de acordo com esta entrevista que o Presidente do Benfica ia dar à TVI. Sou contra quaisquer actos que possam beneficiar entidades de comunicação social envolvidos na ofensiva ao Benfica.

Após a entrevista, a minha posição mudou substancialmente. Reconheço que, sendo um dos canais menos agressivos é também um veículo excelente para passar a mensagem, principalmente aos Benfiquistas. A BTV não chega a todos e, como se verifica, é lamentavelmente ocultada pelos generalistas, ao contrário do que fazem com os canais dos rivais, com especial incidência para o porto canal.

Havendo aqui e ali algum excesso na argumentação, Luís Filipe Vieira, no global, esteve a um nível aceitável e por isso acho que esta entrevista foi vantajosa.

Considero bastante oportunas as declarações relativamente a Simões, tendo sido bastante assertivo na argumentação e directo no recado que tinha de ser dado, esta novela acabou. Foi bastante convincente e determinado nos assuntos relacionados com os casos relacionados com a justiça, quem não deve não teme, ponto. Esclareceu os assuntos relacionados com os grupos organizados de adeptos, com as contas (ainda que de forma sucinta), o património (está totalmente pago) e a formação (que está para ficar). Deu uma ideia do que ainda está por fazer (e não é pouco).

Já não esteve tão bem na forma como esclareceu o telefonema com Boaventura, achei tudo muito confuso. Em outras ocasiões falou demais, tendo entrado em revelações que em nada beneficiam, nem a ele nem ao Benfica (apenas dá azo a mais especulação). Por exemplo, os assuntos relacionados com Rui Vitória numa conferência de imprensa, o relacionamento deste com Luisão, ou até chegar ao ponto de criar um ranking dos vencimentos de jogadores, assuntos que não deviam de merecer tanta atenção. Relativamente à “cartilha” esteve particularmente mal, revelou ignorância ou mentiu sem qualquer necessidade, até porque é um assunto público e já confessado por vários Benfiquistas. Tinha apenas de dizer que é um mecanismo já há muito utilizado pelos rivais e que o Benfica não quis ficar atrás.

Também não faltou aquele bocadinho de vaidade e arrogância, que sendo compreensível na exaltação na parte do trabalho realizado, acho excessivo no já abusivo “10 anos à frente”.

 

Tendo preenchido algumas lacunas na defesa do Benfica na praça pública, esta entrevista seria dispensável se o departamento de comunicação do Benfica fizesse o seu trabalho.

 

             

publicado por Tasqueiro às 15:52
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 30 de Outubro de 2018

Altura de actuar com sapiência

 

Era uma oportunidade de liderar o campeonato, isolado à frente da concorrência. Um aditivo anímico após a derrota dramática em Amsterdam que iria serenar os ânimos, que se encontram exaltados, e dar uma força extra para os jogos importantes que se avizinham.

Aconteceu tudo ao contrário. Foi uma derrota humilhante que deixou os Benfiquistas à beira de um ataque de nervos, um treinador a ser contestado e o Presidente em dificuldades para o manter.

 

Os pessimistas querem a cabeça do treinador e os mais radicais sugerem eleições antecipadas. Os últimos acontecimentos aliados ao falhanço do penta e o pleno de derrotas na Champions fizeram transbordar o copo.

Os optimistas desvalorizam as duas derrotas consecutivas, sustentam-se nas boas exibições da equipa, nas muitas oportunidades falhadas e defendem Rui Vitória atribuindo-lhe o mérito de conseguir valorizar os jovens da formação.

 

A minha opinião não é tão radical como os pessimistas nem tão benevolente como os optimistas. Eu vejo jogadores perdidos em campo, com a obrigação de ganhar, sem saberem o que fazer e como lá chegar. Um treinador sem soluções e com muitas dificuldades em gerir o grupo de trabalho. Vão-lhe valendo os tiros certos na formação.

Vejo uma estrutura demasiado focada no negócio. Não consigo desassociar a má gestão do plantel com os negócios cozinhados nos gabinetes. 

 

O Benfica precisa de um treinador com peso na estrutura. Que não só perceba de futebol e que aposte na formação, mas que seja um Homem corajoso, um revolucionário que acabe com a ditadura financeira do Clube.

  

Aos Benfiquistas pede-se reflexão. As decisões precipitadas nunca deram bom resultado e este é um terreno fértil para oportunistas.

 

Para terminar, faz-me muita confusão este Benfica. As nomeações e respectivas performances da arbitragem têm sido uma incompetência. O VAR é um desastre. A Liga de Clubes idem. Os ataques da imprensa e dos aliados intensificam-se. O segredo de justiça parece um queijo suíço. O silêncio das entidades competentes é preocupante, mas a inércia do Benfica é medonha.

 

Acorda Benfica.

 

  

publicado por Tasqueiro às 15:03
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Terça-feira, 23 de Outubro de 2018

Taça, “faits divers" e coisas importantes

 

No jogo com o Sertanense para a Taça de Portugal, o Benfica fez a sua obrigação … ganhar.

Não foi uma grande exibição mas o Benfica fez o suficiente para merecer o resultado, nesse aspecto nada a apontar. Um 11 atípico, sem automatismos, do qual não se podia exigir muito, e que foi melhorando com o desenrolar do jogo.

O que importa assinalar é a soma dos Jogadores Formados no Clube que participaram neste jogo: Ruben Dias, Alfa Semedo, Yuri, Gedson, Felix e Jota. O futuro é já ali ao virar da esquina, haja vontade de todas as partes, em especial a da Direcção.

De realçar a exibição de Alfa a central, não foi um teste especialmente complicado, no entanto deu sinais de que podem contar com ele para qualquer eventualidade. Rafa foi oportuno e eficaz, é a regularidade que falta e que todos os Benfiquistas desejam. Gedson fez mais uma excelente exibição, grande golo. Zivkovic merece mais oportunidades, faz da simplicidade a genialidade (faz-me lembrar Aimar, com as devidas diferenças).

 

O Sport Lisboa e Benfica é um Clube centenário. Da sua Gloriosa história fazem parte diversas e abundantes personagens, umas mais significativas que outras, todas elas meritórias mas nenhuma está acima do Benfica.

Simões é e será sempre uma figura relevante na história do Benfica, foi Campeão Europeu e fez parte de uma das mais memoráveis gerações deste Glorioso Clube. Mas por mais importante que seja ou tenha sido a personagem, o Sport Lisboa e Benfica é um todo e nunca uma só parte “E pluribus unumDe muitos, um”.

A forma como tratou Calado (em declarações à CMTV) é simplesmente inacreditável. Como disse Simões, vezes sem conta, não se trata de opinião mas sim de dizer a verdade e essa é indesmentível através dos factos que Ricardo Palacin nos apresentou. O Senhor afinal falou para a BTV.

Estou muito desiludido com Simões, pessoa a quem tinha em grande consideração. Acusou Calado de ser mentiroso e um moço de recados, afinal o mentiroso foi ele.

É preciso ter a noção que o Simões sem o Benfica provavelmente não teria o estatuto que teve (e ainda tem), o Benfica sem Simões iria ser sempre Grande. O Benfica já era Campeão Europeu sem Simões.

 

Hoje pede-se máxima concentração. Muita raça, querer e ambição. Carrega Benfica.

 

                  

publicado por Tasqueiro às 09:26
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 27 de Setembro de 2018

Caso Mails – é disto que estamos a falar

 

No caso dos E-Mails, muito se falou e escreveu na comunicação social deste país. Seja por ignorância ou má-fé, analisaram-se e debateram-se matérias truncadas que acabaram por mancharam o nome do Sport Lisboa e Benfica por esse mundo fora.

O Benfica fez queixa à ERC (Entidade Reguladora para a Comunicação Social) contra os responsáveis (Avenida dos Aliados - Sociedade de Comunicação, S.A., Júlio Magalhães e Tiago Girão) pela difamação e divulgação de correspondência privada.

A ERC já deliberou sobre o assunto. Deixo aqui uma das suas muitas considerações:

“… É de igual modo patente a busca de sensacionalismo concretizada – num programa de cariz informativo – por via de uma prática folhetinesca assente na divulgação reiterada, parcial e seriada de documentação privada, acompanhada da promessa de “novas revelações”61, e que, através de interpretação não neutra, introduz uma sua leitura interpretativa, junto dos telespectadores, susceptível de insinuação criminal62.”

 

É bastante claro que, nestas linhas, para além do crime de divulgação de correspondência privada está apontado, pelo menos mais um, o de difamação.

Como exemplo prático daquilo que estamos a falar, e com a ajuda desta investigação da ERC, deixo um exemplo da técnica utilizada por esta gente, na divulgação dos supostos emails de forma a ludibriar o povo.

Segue em baixo os textos divulgados pelo Porto Canal, a azul, e em seguida os supostos textos completos, a vermelho (trechos ocultados a sublinhado).

 

Divulgados pelo Porto Canal:

Mensagem que Adão Mendes, ex-árbitro de futebol, teria remetido em 29 de Janeiro de 2014 a Pedro Guerra:

O Primeiro-Ministro é de facto um grande homem e um grande líder. Sei o que digo, porque sei das suas capacidades em ouvir, pensar, astúcia nas decisões e amor ao Glorioso. Não há outro como ele. Hoje o SLB manda mesmo e os outros já não mexem em nada, e o resto virá por acréscimo. Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar, o Porto já não manda, mas ainda não compreendem onde está o poder. Hoje quem nos prejudicar sabe que é punido e este espaço foi conquistado com muito trabalho do Primeiro-Ministro.

 

Mensagem essa a que Pedro Guerra terá respondido nos seguintes termos:

Sei que o nosso Primeiro-Ministro quer que seja essa a postura, e, se ele traçou essa estratégia, creio que só temos que segui-la. Ele lá sabe o que anda a fazer. E, na verdade, não temos tido muita razão de queixa.

 

Supostamente completos:

Mensagem que Adão Mendes, ex-árbitro de futebol, teria remetido em 29 de Janeiro de 2014 a Pedro Guerra:

O Primeiro-Ministro é de facto um grande Homem e um GRANDE LÍDER, sei o que digo porque sei das suas capacidades em ouvir, pensar, astúcia nas decisões e amor ao Glorioso. Não há outro como ele. Hoje o SLB manda mesmo e os outros já não mexem nada, já não fazem pouco de nós, e o resto virá por acréscimo. Dizem os grandes sábios dos painéis que algo está a mudar, o Porto já não manda, mas ainda não compreendem onde está o poder. O poder está no trabalho dia a dia, na busca da verdade e da seriedade e isso faz a diferença. Hoje quem nos prejudicar sabe que é punido e este espaço foi conquistado com muito trabalho do Primeiro-Ministro.

  

Mensagem essa a que Pedro Guerra terá respondido nos seguintes termos:

Meu Caro Amigo,

Com as suas lições tudo se torna mais fácil. Estou a levar com críticas e azias de muitos benfiquistas, que me acusam de defender em demasia os árbitros. Mas eu quero lá saber! Para mim, o mais importante é o Sport Lisboa e Benfica. E se a minha postura e opiniões puderem contribuir, nem que seja de forma pífia, para um clima de paz e harmonia, acho que é este o caminho a seguir. Sei que “nosso” Primeiro-Ministro quer que seja esta a postura e se ele traçou essa estratégia, creio que só temos que segui-la. Ele lá sabe o que anda a fazer. E, na verdade, não temos tido muita razão de queixa.

 

 Sobre esta matéria diz a ERC que:

 

“… Para além disso, contudo, e independentemente das dúvidas associadas à existência e veracidade de toda ou parte da documentação divulgada por Francisco José Marques, certo é que da mesma foi feita, por via da sua interpretação e comunicação pública, uma utilização não raro selectiva e descontextualizada, e, portanto, desprovida de objectividade, e eivada, inclusive, e por outro lado, de propósitos sensacionalistas.”

 

 À Consideração dos Benfiquistas:

 

               

publicado por Tasqueiro às 15:10
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 24 de Setembro de 2018

Caça às aves e disparates judiciais

 

Correu sem sobressaltos a 5ª jornada do campeonato. Uma 1ª parte agradável, com momentos de bom futebol e outros nem tanto. Uma 2ª parte a roçar o sofrível.  

Excelente desempenho de Felix, com mais um golo cheio de classe e sentido de oportunidade. Pena a lesão.

Grimaldo também saiu lesionado. Deveras preocupante, aproximam-se jogos de extrema importância (Champions e Porto), convinha que estivesse presente.

Estreia de Gabriel. Ainda agora começou, necessita da natural ambientação. É certo que não é um fora-de-série, mas pela luta que deu a sua aquisição, ainda mostrou pouco. A rever.

Péssima 2ª parte, muito mau mesmo. Erros incompreensíveis, valeu um grande Odysseas.

 

 

Considerações sobre a imputação do jogo à porta fechada exigido pelo Conselho de Disciplina na sequência do Estoril x Benfica.

- Trata-se de um conjunto de considerações genéricas e depois feitas acusações. Em vez de fundamentarem a acusação em factos, fazem-no baseado em juízos de valores.

- A acusação não refere em concreto quais as violações às normas que frisa. Avança com a designação das normas, mas não concretiza as quais são infringidas.

- A grande linha de argumentação da acusação é o Benfica não actuar sobre aquelas pessoas que prevaricarem no jogo, não expulsando ou castigando os sócios do clube. Curiosamente as Forças de Segurança Pública não identificaram qualquer individuo.

- Durante este jogo não se verificou qualquer anormalidade que colocasse em causa qualquer integridade física ou o recomeço do jogo. O jogo apenas atrasou pouco mais de 1 minuto devido aos festejos dos golos. Portanto o fundamente para a violação da norma não se verifica.

- Por último, diz a lei que a condenação tem de ter lugar na mesma época desportiva, ou seja 2017/18. Elementar.

Posto isto, digamos que não tem pernas para andar e que tudo isto não faz qualquer sentido. Como é que estes Senhores (do Conselho de Disciplina), supostamente Doutores especialistas em direito, concebem uma mixórdia destas?

Fanha Vieira acredita que tudo isto é deliberado e que há uma intencionalidade nesta acusação, que se sabe que é infundada. O que esta gente pretende é criar a ilusão de que o Benfica manda nisto tudo. O arquivamento vai permitir mais um logro, que a comunicação social tratará de amplificar.

 

À Consideração dos Benfiquistas.

 

P.S.: Créditos: As considerações são retiradas das declarações de Fanha Vieira (Advogado e especialista em direito desportivo) no programa "JOGO LIMPO" no dia 21/09/2018 na BTV.

 

               

publicado por Tasqueiro às 16:09
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 21 de Setembro de 2018

Previsível mas … esperava mais

 

Com diferenças tão acentuadas na qualidade das equipas, na competitividade dos campeonatos, na mentalidade dos intervenientes e até na organização dos Clubes, a que sobressai e é transversal a quase tudo isso é a parte financeira.

O dinheiro pode melhorar quase todas estas condições, mas infelizmente há outras que são congénitas. Com dinheiro podemos comprar melhores jogadores, melhores treinadores e consequentemente estimular a autoconfiança. Com capital tudo parece mais simples em termos organizacionais. Infelizmente nem com uma fortuna o Benfica pode mudar de campeonato.

Não se tratam de desculpas é a realidade, mas não pode servir para Rui Vitória vir reclamar como um êxito a quantidade de remates efectuados por parte da sua equipa. Acho que podemos e devemos fazer melhor, e era por aí que devia orientar o discurso … erradicar o conformismo e estimular a exigência.

Apreciando o outro resultado do grupo, não vejo outra forma de passar à fase seguinte que não seja o pleno de vitórias com os restantes adversários. Considerando que o Benfica vai discutir a passagem com Ajax e AEK, qualquer ponto cedido no confronto directo será determinante.

Importante recordar que o ultimo jogo do Bayern, provavelmente já apurado, vai ser em Amesterdão. Grande oportunidade para os holandeses amealharem pontos.

 

Aplaudir a atitude do Renato, que pediu desculpa pelo golo marcado, não me merece qualquer reparo. A atitude genuína dos Benfiquistas merece, da sua parte, um empenho correspondente nas próximas jornadas da competição.     

 

                         

publicado por Tasqueiro às 09:15
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 17 de Setembro de 2018

Últimos desenvolvimentos

 

Alegadamente, e digo-o assim porque um boi hoje é branco e amanhã pode ser preto, encontraram o ladrão dos emails do Benfica. Dizem (não a li, nem faço conta de o fazer) que é uma cópia de uma notícia (traduzida do espanhol) já com 2 anos, com trechos de actualidade. Basicamente um carro velho com pintura nova.

Sei que é importante a identificação do hacker, pode levar-nos (à policia claro) ao essencial … os compradores e daí ao resto. Que se puna os prevaricadores.

De uma sanção (como está na moda), ou sanções, já não se livram aqueles que divulgaram a correspondência privada. Pelo menos acho eu, mas neste país tudo é possível, até o boi de repente virar vaca.

 

Mais jogo menos jogo, o Benfica pode vir a fechar as portas das bancadas em dia(s) de jogo. Castigo por mau comportamento de claques e ilegalidade das mesmas. Parece a escola … ou a tropa, por causa de uns levam todos.

Os tais “todos” acham mal, e eu concordo, então e as outros “grupos” que fazem o mesmo, não o são porquê?

 

Existe um putativo candidato à Presidência do Benfica. Já lá esteve, no seio da Sociedade/Instituição, e de lá saiu, por vontade própria, de certa forma em choque com as ideias de seus pares.

No princípio algo discreto, hoje em dia mais determinado em fazer oposição. Fá-lo com uma identidade política, até porque o é, ou pelo menos já o foi … um político.

Nada tenho contra. A democracia é isso mesmo, a ideia e o seu contraditório. O Benfica nasceu dela e sobre ela se desenvolveu. Não alinho é na crítica sem a alternativa, discordar só porque sim ou pior, o desejo de dividir para vir a poder reinar. Detesto discursos vagos, só ver o pior nos desempenhos dos outros e sustentar o contrário sem indicar o caminho e como lá chegar.

 

                 

publicado por Tasqueiro às 14:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Segunda-feira, 10 de Setembro de 2018

E-Problema

 

Muita se tem falado e escrito acerca do processo E-Touperira. Fazendo um balanço daquilo que tenho lido, visto e ouvido, temos um grande imbróglio jurídico.

 

Pois bem, aqui vai o meu entendimento sobre o assunto:

Esta acusação assenta numa narrativa abstracta substanciada na produção de factos, indícios e suposições imputadas aos arguidos e que visam demonstrar os seus comportamentos dolosos.

Na comunicação social nada de novo, nos debates televisivos os jornalistas e comentadores interpretam os dados como factos provados. Daí só pode resultar uma conclusão, a condenação pública de todos os intervenientes neste processo.

Os especialistas, por outro lado, têm sido mais comedidos na abordagem ao processo. Referem que nada está ainda provado e são todos unanimes de que na acusação não existe qualquer referência à relação entre a tese e a alteração à verdade desportiva, da qual é acusada a Benfica SAD (Os factos têm de ter projecção numa competição, nomeadamente num resultado de num jogo. Neste caso não há referência a qualquer competição ou jogo). Outro aspecto realçado é a estranha constituição da SAD como arguida. Uma pessoa colectiva (SAD) não age por si só, são as pessoas físicas (órgãos administrativos da SAD) que manifestam e exteriorizam a vontade da pessoa colectiva, são elas que têm personalidade jurídica e nenhuma foi constituída arguida.

Dentro dos factos apresentados, verifica-se que a acusão assenta em alegadas consultas indevidas à plataforma CITIUS (violação do segredo de justiça) por parte de oficiais de justiça. Segundo o Ministério Público esta informação era facultada a Paulo Gonçalves, que posteriormente a transmitia ao Benfica.

O problema é que uma boa parte das consultas arroladas na acusação são colocadas num tempo em que essa informação já se encontravam fora do segredo de justiça e portanto disponivel para consulta ao público. Outras são consultas de informação em que o Benfica era queixoso e/ou reu, portanto com acesso ao processo. E existem aínda outras em que se trata de processos civeis (fora das excepções), logo todos consultáveis. Mais extraordinário ainda é haver aínda processos que à data das ditas consultas, já constavam no blog “Mercado de Benfica”.

Conclui-se portanto que muitas destas presumiveis consultas não fazem qualquer sentido, pois a informação alegadamente recolhida já se encontrava acessivel.

 

Outras situações caricatas:

- Paulo Gonçalves foi acusado de receber informação em data não apurada.

- A alegada consulta a dados de árbitros, que fez primeiras páginas, afinal eram ex-árbitros, curiosamente quase todos arguidos no caso Apito Dourado.

 

 

Fica a questão, será que este caso irá chegar a julgamento?

 

             

publicado por Tasqueiro às 10:13
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Quinta-feira, 17 de Maio de 2018

Balanço e metas

 

O Benfica conseguiu, perante o cenário possível, os mínimos que se exigia, a possibilidade de lutar por um lugar na Champions, e pode agradecer aos lagartos esta justa consolação.

Bruno o presidente, e seus fiéis percorrem o calvário. Após tão auspiciosos momentos de regozijo, sempre céleres a conspurcar e a injuriar o Benfica colhem, agora, o fruto do seu cultivo.

Os profissionais do Sporting foram agredidos no local de trabalho, lamentável resultado da conduta dos seus dirigentes.

 

A maior desilusão foram as palavras do António Costa. A criação de mais um organismo é chover no molhado. Talvez varrer a inocuidade que grassa pelas instituições seja pedir muito, mas haja a moral de evitar mais uma inutilidade. Quiçá aplicar as leis já existentes seja o bastante.

 

Vieira e a estrutura, o Vitória e os seus colaboradores, têm muito que reflectir, ponderar e analisar.

É indispensável reformar os vários sectores da estrutura, com especial cuidado na comunicação do Clube. Afinar o que está bem e erradicar o que está mal. Há profissionais e profissionais, a competência prevalece, mas em caso de equivalência os nossos (Benfiquistas) reúnem maior confiança.

Há que tomar providências, de preferência com maior celeridade que as últimas épocas e dotar a equipa de condições mínimas para voltar a triunfar, cá dentro e lá fora. 

 

    

publicado por Tasqueiro às 09:46
link do post | comentar | favorito

.Rodadas

contador free

.pesquisa

.Novembro 2018

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Inépcia

. A entrevista

. Altura de actuar com sapi...

. Taça, “faits divers" e co...

. Caso Mails – é disto que ...

.links

.arquivos

.tags

. todas as tags

.mais sobre mim


. ver perfil

. 5 seguidores

blogs SAPO
RSS